Follow me on Twitter RSS FEED

Resenha de churrascaria vagabunda

Nas categorias
Quem aqui nunca pisou naquele restaurante mequetrefe, aquela pia de porco? Aquele caso clássico, que você entra, se arrepende de ter entrado, tenta fugir, mas sempre aparece aquele garçom solícito que te convence a ficar e degustar aquela comida gordurosa, aquela salada mal-lavada, aquele pão surrado.

Quem nunca passou por uma situação assim que atire o primeiro coliforme.

Por outro lado, sempre tem aquele boteco porco que aparentemente não vale nada, e acaba por lhe proporcionar momentos do mais puro deleite, lhe permite cravar os dentes em iguarias nunca dantes vistas, verdadeiras maravilhas da culinária popular.

- bem passado, no capricho pro cliente da mesa 3!

Pois te cuida Fasano, te cuida Fogo de Chão, porque a partir de agora, este blogueiro, em defesa dos leitores desta esplunca e dos botecos injustiçados deste Brasil varonil, sai em busca das maravilhas encontradas em restaurantes baratos e churrascarias vagabundas mundo afora.

Seja bem-vindo, traga os amigos, limpe os pés antes de entrar e prepara aquele velho e surrado ticket refeição, porque começa aqui a mais nova série deste blog: resenha de churrascaria vagabunda.

PS: Ainda tá valendo a promoção do Kit Maturatta, vai até amanhã, dia 2 de junho! Leia o post anterior!


0 comentários:

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin