Follow me on Twitter RSS FEED

Tainha recheada com farofa de ovas

Nas categorias
Tu conhece a tainha, parceiro? Não? Vem comigo que eu vou te mostrar quem é.

Ela mora lá na lagoa não lava o pé porque não qué A tainha mora no litoral brasileiro, perto de costões rochosos, maguezais e praias de areia. Alguém me contou isso, não sei se o google, a wikipedia ou o chico xavier. O que importa é que a tainha mora na praia, porque praia ou tem rocha, ou tem areia ou tem mangue. Eu já morei na praia, tropiquei na rocha, peguei micose na areia e me afoguei na água. Mas morar na praia é bem legal. Com a diferença que eu morava do lado de fora da água, e a tainha mora do lado de dentro. Questão de afinidade.

Nós, os pobres mortais, chamamos a tainha de tainha mesmo. Mas os cientistas, essa gente louca do óculos de aro grosso, chama a tainha de Mugil Cephalus, o que nos coloca numa situação bastante peculiar. Isso porque você nem precisa ser cientista pra descobrir que por aqui, parceiro.. mugil, a gente come. Não interessa se é planta, peixe ou vaca. Abriu a boca, fez mú, vai pra pança.

E é por isso que estamos aqui: pra comer uma deliciosa tainha.

Caro leitor, pode ir preparando a penitência, espalhando o milho pelo chão e contando ave-marias, porque nós vamos, juntos, pisar sobre todos os preceitos de moralidade e complacência que se pode imaginar: nós vamos comer criancinhas. Não como o michael jackson, necessariamente. Mas vamos comer a tainha e toda a família dela, principalmente a filharada.

Então, vamos lá. Já sabemos que a tainha é um peixe que muge (pelo menos na certidão de nascimento), e sabemos que ele mora na praia. E agora vamos descobrir como preparar esse peixoto aí.

Você começa, claro, adquirindo a tainha. Se o pescador tem dois amor [/dorival caymmi], ele é, além de ser um HERÓI que enfrenta duas tpms no mês, é um cara que entre uma DR e outra acha um tempo pra pescar. E quando ele faz isso, ele volta com a tainha na mão. Afinal, a tainha tá lá na praia, do lado de dentro do mar, pescador joga a rede e volta com a sereia, mulherada fica louca, duas TPMs, DR, tainha, aquela história toda.. Você entendeu: malandro sobe no barco e rema pro horizonte, manda a rede pra água e volta com a tainha. Pescador é gente que faz. Por isso que tem o Ministério da Pesca. Tem o do churrasco? Não. Mas tem o da pesca. Enfim, tudo isso por causa de uma tainha.

Então a nossa missão começa tentando encontrar o pescador, preferencialmente quando ele não está na água, e nem com nenhum dos dois amores dele, sob o risco de enfrentarmos uma situação constrangedora. O pescador é, realmente, um cara que entende dessas coisas de amor. Um cara que pega duas mulheres com a mão fedendo a peixe é, definitivamente, um cara bom. Respeitemos isso.

Bom, antes que você também vire mulher do pescador ou vice-versa, o que seria uma roubada, saque logo alguns reais e peça a ele que te venda uma tainha. De preferência limpa. E, se o pescador vai limpar a tua tainha, peça a ele que abra a tainha pelas costas, e não pela barriga. Nem tem muito o que entender aí, pede pra ele "me dá uma tainha limpa, aberta pelas costas" que o cara entende.

Assim como a minha mãe, a sua e todas as leitoras desse blog, a tainha também tem o dom de ficar grávida. Com a diferença que as leitoras desse blog se divertem muito mais no ato ou efeito de adquirir a gravidez. Enfim, a tainha fica com uma penca de filhotinhos crecendo dentro da barriga, assim como as leitoras, a mamãe e a vovó.

A essa peixarada toda dentro da pança da tainha, dá-se o nome de "ovas". É isso mesmo, diferente da galinha que fica com a pança cheia de OVO, a tainha fica com a pança cheia de OVA. Pra mamãe, vovó e pras leitoras, dá-se o nome de bebê, mesmo. Vai entender essa língua portuguesa, né?

Professores pasquales à parte, recomendo que peça ao pescador uma tainha que tenha ovas. Recomendo seriamente que considere a hipótese de comprar as ovas na época em que a sua pesca é permitida, sob o risco de enfrentar problemas legais bastante severos junto ao ibama e adjacências.

De posse da tainha limpa aberta pelas costas e das ovas, corra pra casa pra preparar nossa amiga. A tainha, para de pensar besteira.

O procedimento é muito simples. Muito mesmo. Basicamente, abra uma breja e seja feliz. Não, peraí, voltando à receita.. basicamente, a gente faz uma farofa e sapeca dentro do peixe.

Começando os procedimentos, de mãozinha lavada e cerveja na alma, um, dois, três e VAI!

Corte uma cebola em rodelas bem fininhas. Depois que você terminar de cortar, desmonte as rodelas, de maneira que você só vai ficar com um monte de anéis de cebolas. Acho que você entendeu, né?

Beleza, agora picote uns 3 dentes de alho. Pode picotar em pedaços bem pequenos.
Aqui faço um adendo: essa receita pode ser feita na churraca, ou no forno mesmo. Se você vai fazer no forno, eu recomendo que descasque umas batatas e bote pra ferver em outra panela, ok?
Legal. Agora, pega uma panela e coloca ali uma bela golada de azeite. Pode por uma golada sarada, de cobrir o fundo da panela. Isso aí deve dar, sei lá, uma meia xícara de azeite. Mas como aqui nesse blog o sistema é bruto e jacaré anda de lado (qual o sentido disso??), a gente manda golada pra panela. Não é pra fazer uma sopa de azeite, mas é bom colocar uma quantidade legal, pra nossa farofa ficar bem molhadinha (ui!).

Ok, deixa aí uns segundos que o azeite começa a ferver no fundo da panela. Claro, desde que você tenha se lembrado do brilhante e chamuscoso procedimento de acender o fogo debaixo da mesma.

Na sequencia, joga lá dentro uma folha de louro. Louro, isso mesmo. Aquele, que conta piada com a tiazinha do programa matinal. É, aquela, que tem idéias gastronômicas brilhantes, como o brigadeiro de gengibre, saboroso quitute que espanta todas as crianças da festa.

Beleza, joga o louro no óleo quente a folha de louro no azeite. Na sequencia, jogue os anéis de cebola. Te cuida, frodo bolsero, que anel por anel....     ...      ...      ....... putz, não tem como fazer um trocadilho com anel que não fique com duplo sentido. Esquece o frodo bolsero e bola pra frente. Ops, bola pra onde? Ah, esquece o duplo sentido, mente suja!

O cheiro da cebola fritando no azeite é uma das coisas mais gostosas da culinária, não acha? Pois eu acho. Quando a cebola começa a ficar amarelinha e molenga, é hora de jogar ali o alho. Pois faça isso, jogue o alho pra ferver junto com a cebola.

Mais alguns segundos, e o alho começa a pegar uma corzinha maneira, enfim. Tá fritando, né?

Falando nisso, quem tá frita mesmo é a prole da tainha. Na real, ainda não fritamos, mas eu digo que elas estão fritas só pra não dizer coisa pior. Pode ter criança lendo.

E se tem criança, a gente manda pra panela. Pegue as ovas e mande pra dentro daquele azeite fervendo com cebola e alho. Misture bem, sem medo de ser feliz. O cheirinho de peixe frito, ou melhor, de filhote de peixe frito que começa a subir é realmente agradável.

Até o mais desligado dos leitores já entendeu que farofa que se preza, tem que ter farinha, não é mesmo? Pois sapeque dentro da panela umas duas xícaras de farinha de milho.

A farinha de milho é legal pra você usar, porque ela é meio macia, tem um gostinho maneiro, enfim. Vai na minha que é sucesso, sapeca farinha de milho lá e mistura bem.

Alguns segundos depois que começar a misturar, recomendo desligar o fogo. A farinha queima rapidinho, e pode transformar todo esse trabalho que você fez até agora num lixo queimado. Lembre-se do frodo bolsero e não queime os anéis. Enfim.

Tua farofa tá pronta, parceiro. Recomendo que experimente e dê aquela rebocada no sal, com todo o comedimento que o cardiologista recomenda.

A missão agora é rechear a tainha com a farofa. Lembra que o peixeiro, entre uma mulher e outra, abriu a sua tainha pelas costas? Pois então, é pelas costas que nós vamos encher a bicha de farofa. Pega uma colher, mete a mão no peixe e enche de farofa.

E pra fechar, caro blogueiro? Pergunta o nobre leitor. Com barbante, respondo eu.

Amigão, eu aqui escrevendo esse negócio todo, tou aqui imaginando que você já tem idade suficiente pra amarrar o próprio sapato, não tem não? Pois então, o princípio é o mesmo, e eu estou aqui acreditando veementemente que você vai saber como amarrar esse peixe e manter a farofa dentro dele. Te vira e amarra esse trem aí.

Tamos quase lá. Agora, embrulhamos o peixe (que por sua vez tá embrulhando a farofa) no papel alumínio e vamos pro calor.

Se você vai colocar na churraca, embrulha o peixe no papel alumínio e manda pra lá, tomando cuidado pra labareda não pegar no pacote.

Se vai colocar no forno, pode deitar o peixe sobre uma bandeja grande, espalhar as batatas pela bandeja, jogar um azeitinho por cima de tudo e cobrir tudo com papel alumínio.

A tainha, se antes era mugil, agora é só uma comida esperando alegremente o momento de sentir a força dos nossos molares. E espera quanto? Espera quase uma hora, dependendo do tamanho da tainha, da força do seu forno ou da chama que acendeu na sua churraca. Estou imaginando que você vai saber acompanhar.

Pronto. Agora é só abrir e comer. Cuidado que tem espinha [/mãe]. Mas é um peixe absolutamente delicioso, e a farofa fica molhadinha dentro do peixe. Sucesso, vai por mim.

Taí a mamãe recheada com os filhotinhos.

Custo: A tainha que compramos tinha mais de 2kg e custou uns R$30,00.
Rendimento: Serve bem a umas 6 pessoas. Sem ogros e sem princesas: gente normal.
Tempo de preparo: Umas 2 latinhas na pia, umas 3 latinhas no forno (ou churraca). Sirva feliz.


77 comentários:

Carlao disse...

grande volta amigo daniel

eu tb tava sumido... mas tive q ve sua nova receita... show de bola... campeã

vo tenta acha uma boa aqui pro interior de valinhos e tenta faze a receita.

abraçao do ogro carlao de valinhos!!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Carlão, beleza?

Compana, o blog anda demorando pra receber novos posts, porque nos últimos meses a minha vida virou de cabeça pra baixo, completamente... Mas tenho planos ambiciosos de conquistar o mundo com isso aqui. Vai vendo :-)

Sobre o peixe: eu achei animal. A dica da farofa de ovas foi do amigo Beto, sempre ele. E não me arrependi em nada, ficou uma delícia..

abs
Daniel

Carlao disse...

show de bola mesmo compana, e como mulher, futebol, rango bom tudo combina...

Vai pra cima dele PEXE!!!

#Vamo Ser Tri Santos

Daniel Rodrigues disse...

hahahha... mandou bem, santista

cara, sou palmeirense. roxo, chato, maldito. Mas é necessário admitir que o santos de neymar está fazendo um favor pra quem gosta de FUTEBOL.

Bom, que vença o melhor. E me parece que é o santos :-)

vai peixe kkkkk

Abs
Daniel

Carlao disse...

Essa receita de peixe veio bem a calhar com o tri!!!

dale pexe!!!

cade o jao que nao to vendo comentar... ta sumido tb?

abraço

Daniel Rodrigues disse...

Carlão, beleza?

Parabéns, muleke. O santos jogou muito, mereceu mesmo ser campeão. Esse neymar aí arrebenta, vai estar entre os grandes em pouquissimo tempo.

Abs
Daniel

Personal Grill disse...

Boa ideia para um tucunaré que está congelado no meu freezer há algum tempo.

E voltando ao assunto de antes: Estou ficando expert no costelão. Estou até oferecendo para alguns contratantes. No último churrasco que fiz, não sobrou nem para mim. Finalmente o meu medo está ficando de lado. Só tenho que conhecer (ou procurar saber como é) a churrasqueira.

Aproveitando, já que mudei a prosa, uma ótima dica que aprendi com um gaúcho fera no churrasco (Embaixador de Churrasco), como organizar o carvão na churrasqueira.
O ideal é não espalhar o carvão no fundo da churrasqueira e sim fazer uma pilha lateral (tipo uma montanha). Desse modo, você irá ter várias graduações de calor em uma só churrasqueira. Quanto maior a base do topo da brasa, maior o calor e assim por diante. Dá para assar um corte com gordura sem pingar o óleo na brasa, evitando as labaredas, pois o calor baterá de lado, não por baixo como costumamos fazer.

Em tempo: Finalmente atualizei meu blog.

Grande abraço!

Daniel Rodrigues disse...

Falae Raphael!!

Cara, nào sei se rolaria com o tucunaré não... pq tem que fechar com a farofa dentro, e pra fechar um tucunaré, tem que meter muuuuuita farofa kkkk

Costelão é td de bom.. quando eu for pra BH, tu me deve uma dessas aí, hein! hehehe

Po, muito boa a idéia do carvão no canto... curti, vou experimentar

Abs
Daniel

Personal Grill disse...

Até que o tucunaré que tenho não é grande. Comparado ao da foto deve ser quase o mesmo tamanho.

Estou devendo mesmo o costelão, pois você foi um dos culpados em perder meu medo em relação à este corte. Aqui em BH, quando comento todos me perguntam como faço: se uso amaciante, abacaxi, papel-alumínio, se cozinhei antes... NADA DISSO! São dois ingredientes fundamentais: Sal grosso e paciência pois serão entre 4 a 5 horas cuidando da "bichinha" (sem homofobia).

E o lance do carvão, pode fazer sem medo!

Valeu!

Daniel Rodrigues disse...

Po, então o que você tem aí é um tucunarézinho... pq o peixe é enorme!! hehe

Vou cobrar essa costela! Estou há meses sem meter os dentes numa dessas, por motivos que você nem imagina hahahaha

Abs
Daniel

João disse...

Fala, Daniel!
Complicada essa tua Mugil brasiliensis (google rsrs)! Mas deve ficar um estrago de tão boa! Pena que moro na região setentrional de São Paulo e difícil achar tainhas frescas, com ovas e tudo o mais. Falar em fresco e respondendo ao Carlão, demorei pra entrar pq tava dando os últimos retoques na fantasia que vamos usar na parada de domingo. kkkk
Grande abraço e venham dar uma espiada no meu terço de São João, postado no blog, ontem.
João

Daniel Rodrigues disse...

Grande João, tudo bem?

Complicado achar peixe de mar no interior, né? Uma pena mesmo..

Mas quando for ao litoral, não se esqueça da tainha, você não vai se arrepender.

Aproveitando pra fazer um jabá de uma cidade que eu gosto muito, em Bertioga existe um período, que eu acho que é em julho, onde a cidade pára em função da "Festa da Tainha". É muito legal, vc paga uma taxa e come tainha até enjoar... Vou me informar melhor e escrevo aqui no blog.

Falando em blog, o teu ta cada vez melhor. Parabéns!

Abs
Daniel

Renato Teixeira disse...

"Mugil a gente come foi ótima"....kkkkkkkk

Abraço Daniel!

Renato Teixeira

Daniel Rodrigues disse...

Graaaaande Renatão, beleza, compana?

quem é vivo sempre aparece, hein! Claro, aparece desde queo blogueiro atualize o blog né? kkkkk

Abração pra Bragança, parceiro! Como vão as coisas na LaBragantina?

Abs
Daniel

Renato Teixeira disse...

Graças a Deus, tudo muito bem!

Sinceramente, não tô aparecendo muito pela correria mesmo. E o povo pensa que "encher linguiça" é só uma expressão pra quem tá enrolando no trabalho...até parece!..rsrs

Abraço!

Renato Teixeira

Daniel Rodrigues disse...

Renatão

Pois é, povinho acha que encher linguiça é trabalho de vagabundo KKKK..

Ainda tou te devendo aquela visita, mas é que a coisa complicou pro meu lado recentemente. Depois conto melhor

Abs
Daniel

Lucas disse...

Fala bicho Beleza?

Ta loco fikei um tmepo sem visitar aqui fiz varias provas com as dicas aqui do blog!
Umas ficaram no ponto "Perfeccion" tem gente me chamando de Gaucho mas pelas habilidades Churrasqueiristicas porque sou MACHO TCHE!
Vo me arrincas no planeta dos Peixaes agora seja oque Deus quiser!!
VAleu Blog Show!

Daniel Rodrigues disse...

Ae Lucas, beleza?

Tenho um amigo gaúcho que garante que é macho, até debaixo de outro macho! hehehehe

Brincadeira, não tem nada a ver esse lance. É que a gente gosta de sacanear mesmo hehehehe...

Tomara que o peixoto de certo. Vai com calma que não tem o que errar nessa receita.

Abs
Daniel

Carlao disse...

daniel, blz?

cara eu to até agora imaginando o joão de fantasia mano... nao guentei de rir de ver o comentario dele...

só tem gente boa (e doida)aqui....rsrs (me incluo nelas).

jao/daniel, desculpa a demora ai q so agora vi os comentarios... to de mudança pra um ap... assim q tive novidade falo.. abraço pra todo mundo do blog!!

Daniel Rodrigues disse...

Carlão

Pode procurar no site do fantástico que você vai ver o joão fantasiado de mulher maravilha em algum lugar da Paulista kkkkk..

Brincadeira, João! Mas você que levantou.

Aliás, não vou me alongar muito no assunto, mas... eu estive na paulista ontem, no horário da parada gay. Fui assistir a uma peça de teatro no SESI, e passei no meio da baderna. Olha, nada a comentar, viu.. O pessoal parecia estar se divertindo muito, ninguém mexeu comigo (ainda bem kkk), de boa. Uma festa como outra qualquer.

Abs
Daniel Rodrigues

João disse...

Hey, Daniel! Gostei do hálibi!! kkk

Abs
João

Daniel Rodrigues disse...

hahahahaha

Boa, João.

Mas não é hálibi não.. é veradade, fui pro teatro, e no meio da paulista, no dia da festa. Mas o fato é que a parada gay não tem nada de mais, mesmo.

Ah, e a peça não foi lá grandes coisas não.

Abs
Daniel

Bruno Smuczek disse...

Fala Daniel!

Descobri seu blog por acaso em uma andança pelo Google atrás de uma boa tábua de churrasco para adquirir. E olha, está de parabéns!

Já li quase todos seus posts e estou com a cabeça cheia de receitas suas para o próximo churrasco!

Moro em Guarapuava/PR, aqui churrasco é tradição, domingo sem churrasco, é semana sem graça! Dou uma dica, conheçe a famosa costela de dois fogos?

Um grande abraço! E viva a cerveja!!!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Bruno, beleza, compana?

Po, que bom que vc gostou das barbeiragens que eu escrevo aqui.. recomendo dar uma atenção aos comentários também.. tem ótimas dicas dos brilhantes leitores aqui do blog :-)

Manda a costela aí, eu não conheço essa não...

Abs
Daniel

Bruno Smuczek disse...

Opa, valeu pela dica, vou dar uma olhada sempre nos comentários então. (Minha produtividade no trabalho está sendo reduzida! haha)

Então, das costelas de dois fogos que eu fiz, não tenho registros. Mas uns camaradas fizeram um passo a passo aqui:
http://sites.google.com/site/costelafogodechao/Home

Vale a pena, além de ficar ótima, o melhor é ficar cuidando do fogo e bebendo com amigos durante o processo (o que leva umas 8 hrs)!

Grande abraço!

Daniel Rodrigues disse...

Ah... Bruno.... seja bem-vindo ao mundo dos que ficam babando em receita de churrasco e nada de trabalhar kkkkkk

Noooooossa.... cara, pirei nessa costela... Na real, eu já conhecia a costela de chão, mas não com o nome que vc usou, dois fogos...

as fotos da costela que os caras ali estão preparando são uma covardia hehehehe

Valeu!!!

Abs
Daniel

Carlao disse...

daniel... brunao...

covardia foi eu te q come um prato de macarrao só imaginando o gosto deste costelao...

pqp... show de bola.. mando bem d+

Daniel Rodrigues disse...

Carlão

O cara já chegou aqui mandando bem, né?

confesso que dei uma babada no trabalho kkk

Abs
Daniel

Bruno Smuczek disse...

Que bom que curtiram a idéia!

Pra mim costela de chão tá no topo da lista, tanto pelo resultado final, quanto pelo preparo, boa de fazer, boa de comer!

O melhor é quando ela tá estalando os ossos pra fora, chegar e despejar uma garrafa de ceva e ver ela borbulhando e descendo pela costela!

Ainda bem que hj é sexta!!!!!

Abraços!!!

Daniel Rodrigues disse...

Bruno

Aí eu concordo sim. Costela, feita de qualquer jeito, tá no topo da lista.

Ainda bem que hoje é sexta!!!

Abs
Daniel

Personal Grill disse...

E aí Daniel!

Coloquei umas fotos da minha Costela à Moda Fogo SEM Chão.
https://picasaweb.google.com/107790192918258888172/CostelaAModaFogoSemChao

Dêem uma olhada neste outro link de um evento que aconteceu aqui em BH sobre a cultura gaúcha.
https://picasaweb.google.com/107790192918258888172/MinasTche2011

Abraços

Daniel Rodrigues disse...

Raphael, beleza?

Companheiro..... babei aqui.. essa costela aí deve ter ficado maravilhosa..

tou quase indo pra BH cobrar aquela costela que vc me prometeu kkkk

Abs
Daniel

Personal Grill disse...

Cara,
Perdi o medo da costela. Minha mulher já está com ciúmes, pois todo churrasco fico querendo brincar com uma.
O grande lance da costela é que dá para deixar ela assando e ir para o boteco tomar umas e voltar (espero que são) para terminá-la. Não tem perigo de pegar fogo, pois não tem brasa por baixo.

Daniel Rodrigues disse...

Raphael

Só tem que tomar cuidado com a birita, senão vc esquece a costela no fogo kkkk

Abs
Daniel

Ayrton Torres disse...

Fala Daniel.

Achei que está inserido no contexto do site:

http://www.youtube.com/watch?v=hFlapaw5tmA

Senão, lima minha mensagem sem dó...rs

Dica: Quando acabar a época das tainhas ovadas, substitua as ovas por camarão que fica show.

- E quando acabar a época de tainhas, "seu" Ayrton?

- Fácil, caro leitor do DGG, use qualquer peixe de bom tamanho.

Receita milenar aqui em casa.

E como ficou o "Caso Preta"?

Abração

Daniel Rodrigues disse...

Ayrton, beleza, parceiro?

Achei o video engraçado! Mas o rapaz ali tem que ter coragem pra postar o lance no youtube... Imagina a quantidade e o calor das represalias? Vixe, eu não compro essa briga não...

Sobre o peixe, a farofa de camarão deve ser gostosa mesmo.. Mas ele não perde água pra caramba quando vai pra panela? Como faz, tem que deixar secar mesmo?

O caso Preta terminou bem. Ela tem um novo lar, bem diferente da "churrascaria" onde ela morava, mas eu acho que ela tá curtindo. Nos próximos dias eu quero ir visitá-la, aí boto a história toda num Drops.

Abs
Daniel

Ayrton Torres disse...

Daniel, eu frito o camarão sem a casca, e dou aquele corte na "barriga" pra ele não encolher/enrolar/sumir (lembra?) e ficar esticado. Depois pico os bichos e coloco na farofa normal, com cheiro verde, cebola, cenoura,...

Se tiver saco (no sentido figurado, é claro...rs), empane esse pedaços de camarão, frite e use na farofa. Fica bem diferente e pede um molho agridoce pra comer com esse peixe oriental.

E mais uma vez temos a "multiplicação dos pães" (a primeira é o camarão não enrolar e sumir)...1 Kg de camarão vira +- 1,5 Kg dele empanado...rs

Camarão é igual alho. Encostou, passou o cheiro. 1 Kg de camarão numa lanchonete rende 1 mês daquelas empadas de pseudo camarão, onde a gente sente o gosto e o cheiro, mas não encontra o cara na massaroca de jeito nenhum.

Ainda lanço a campanha contra preço alto em produtos com camarão. 1 Kg de camarão custa 10 pratas (o cinza) e rende 10 Kg daquela pasta com gosto de camarão. 1 Kg de carne custa 15 pratas e rende 2 Kg no máximo de algo com gosto que lembre carne.

E a empada/croquete/bolinho de camarão custa quase sempre 50% a mais...vai entender.

Abração e legal saber que a Preta tá encaminhada.

Daniel Rodrigues disse...

Ayrton

Caramba, excelentes dicas de como lidar com o camarão. Po, os leitores desse blog são mesmo um poço de conhecimento :-)

Vou experimentar essa farofa de camarão, parceiro. Deu água na boca!

Abs
Daniel

Diogo Campos disse...

Carnivoro Song pesado hein!
Vou tentar fazer essa tainha...a outra que eu tentei fazer na churraca ficou uma bosta. Nao me pergunte como, mas consegui estragar ela de acordo. Essa aí vai ser minha carta de forra...

Bela volta a carvoeira Daniel!
abs

Daniel Rodrigues disse...

Diogo, beleza?

Porque será que você errou a outra tainha? Sabe me dizer o que fez de errado?

Essa com a farofa de ovas fica legal. A dica do ayrton pra farofa de camarão tb deve dar um belo agrado..

Boa sorte, tomara que consiga se redimir.

Abs
Daniel

lardocelardali disse...

adoro cozinhar e mais ainda comer. Mas peixe inteiro é uma coisa que pra mim não vai... :o/

Daniel Rodrigues disse...

Oi Li

Ah, aí é fácil... Basta convidar alguém pra compartilhar o peixe com você, ué :-)

Abs
Daniel

Ayrton Torres disse...

Sei que não é fácil encontrar em grandes centros, mas pro peixe não ressecar, pode embrulhar em folha de bananeira (se for na churrasqueira, coloque uma folha de papel alumínio pra forrar a grelha e manter a folha intacta).

Coloque também umas rodelas de tomate e cebola, que elas soltam bastante água e o peixe fica bastante macio.

Daniel Rodrigues disse...

Ayrton

Tenho uma história ótima com folha de bananeira... Lá no guarujá, eu tava voltando do supermercado quando vi um terreno com umas bananeiras.. sem pensar duas vezes, parei o carro e subi num muro pra roubar uma folha de bananeira pra embrulhar um peixe. Aí caí pra dentro do terreno, só que meu carro tava aberto na rua. escancarado, com um monte de caixas de cerveja no banco de trás, som ligado alto, um convite à ladroagem. E eu não conseguia voltar sozinho...

Foi uma zica sair dali.. Acho que foi o medo de perder a cerveja que me deu forças pra escalar aquele muro.

E ainda levei a folha comigo kkkk

abs
Daniel

Carlao disse...

KKKKKKKKKKKKKKKK

daniel, essa historia merece um post ... muito boa...rsrsrs

bixo por uma cerveja a gente morde ate pitbull nao é???

rs

Anônimo disse...

fala Dani, Baseada na receita do meu sogro, rsrsrssrsrrs.
Brincadeira este peixe é espetaculoso. Aliás dica para o Personal Grill, O Túcunaré não fica bom desta forma, as ovas dele ( ou melhor, dela) não são tão saborosas. E usar um peixe, com as ovas de outro, é como fusca com motor de 147.
Detalhe das ovas, depende da época do ano, as ovas da tainha, são abundantes, se bobear o feirante ( lugar de comprar peixe é na feira.... ) até nem cobra. Porque se for na época das "ovas magras" ele pode cobrar até R$ 60,00 o kilo.

Abs
Betoluncio

Daniel Rodrigues disse...

Fala Carlão

Putz, essa historia é muito boa mesmo... Eu não me lembro direito, porque faz muito tempo e eu admito que tava com a alma encharcada de cerveja, mas esse foi um daquelas dias incríveis, que termina o dia e você não conseguiu parar de rir, sabe?

Vou consultar um amigo que participou comigo de todas as merdas que fizemos (menos a do muro, que eu caí sozinho mesmo), se eu lembrar de mais histórias eu conto aqui.

Abs
Daniel

Daniel Rodrigues disse...

Betão, beleza, man?

Cara, fusca com motor de 147 é como ter uma ferrari com kit gás. Um deus-me-livre só.. kkkk

Bem falado esse lance do preço das ovas.. na época de ovas magras, além de ser mais caro, corre-se o risco de comprar produto ilegal, porque não é em qualquer época do ano que a gente pode sair por aí comendo filhote de peixe.

Ah, pessoal.. uma coisa que eu não mencionei no post é que essa receita foi dica do Beto. Eu ia fazer só a tainha, ele que me deu a letra da farofa de ovas pra meter dentro dela. Valeu Betão!!

Abs
Daniel

Carlao disse...

fala danielzao bl???

cara tava fuçando nas antigas receitas sua e vi uma do hamburguer... cara me inspirei e fiz uma... usando suas dicas e acrescentando alguns ingredientes... bixo fico animal o baguio...

fiz no grill e fiquei com maior medo pois nao use farinha de trigo nem ovo pra dar liga... mas incrivel q fico fantastico...

só nao tirei foto pra te manda q roubaram minha maquina... :S mas valeu a pena as dicas da receita.. principalmente da cebola e do leve toque de pimenta (alem da do reino.. que é tempero..rs)

abraço do gordo

Daniel Rodrigues disse...

Falae Carlão

Po, meu irmão... Já que deu o milagre, agora dá o santo também, ne?

Quais foram as alterações que fez? Manda ae pra gente!

abs
Daniel

Carlao disse...

o dr nada de mais.. peguei o bolo de carne.. sal, pimenta do reino, "sazon", farofei um tablete de caldo de carne com ralador e misturei no sazon, alho daqueles comprados ja bem moidos, cebola bem picada a amacei tudo pra caraca...rs

a e teve uma pitada de pimenta (molho).. nao usei oleo nem azeite nem ovo nem farinha...

fico bao pra caramba... mas tive q deixa da uma congeladinha pra fica firme e nao ter perigo na hora de por no grill com um pouco de oleo pra fritar...

abraço do gordo

Daniel Rodrigues disse...

Ae Carlão

cara, deve ter ficado bom, hein!! Só não concord muito com o uso do sazon.. Acho que tenho alguma coisa o glutamato monossódico...

Abs
Daniel

Bruno Smuczek disse...

E aí Daniel Carlão, susse?

Cara, fico vendo o blog aqui e babando!

Vou tentar esse hambúguer aí carlão, eu particularmente gosto do sazon em várias coisas.

To na estiga de um churras (quero tentar o rocambole de fraldinha), a churrasqueira de casa já era, estão no processo de contrução de uma nova, com balcão, pia e tudo mais...
Mas enquanto isso, vou tentar essas receitas "indoor".

abraço!!!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Bruno, beleza, parceiro?

Tb tou babando aqui.. ainda mais porque estamos perto da hora do almoço, né? kkk

Matei a saudade de um churras ontem.. Na casa do meu amigo Beto, que me salva a pele sempre que preciso.. Tb estou sem churrasqueira, complicado isso...

Abs
Daniel

Carlao disse...

fala brunao;daniel blz...

entao.. na vd usei pouco sazon.. 1 só para 1kg de carne... bom vamo deixa de preguiça..

1kd de carne moida (ponta de alcatra), show de bola pra isso
1 cebola bem picada
3 alhos bem picados (ou usa aquele picado do supermercado mas puro vlw)
1 pacotinho de sazon
1 caldo de carne (farofa ele com a faca) deixa de preguiça
pimenta do reino e sal a gosto
pimenta comum (aqueles vidros de oleo com pimenta e põe pouco se vc nao gosta ze ruela).

ai faz as bolinhas (como nosso amigo daniel falo no blog do hamb de fraldinha). amassa e congela por 6 horas

nao coloquei azeite q ai fica mole... se quiser usar vc vai ter q por 1 ovo e farinha de trigo pra dar liga...

a, e amassa bem a bagaça...

abraço do gordo

Daniel Rodrigues disse...

Ae Carlão, beleza, parceiro?

A ponta de alcatra é legal pra fazer hamburger, mas eu gosto muito da fraldinha.. pq ela tem gordura, que ajuda a fritar e tal... além do sabor da fralda que é ótimo, né?

Po, gostei dessa dica de farofar o caldo de carne.. acho que se meter aquele caldo de costela deve ficar muuuuuito bom.. Curti a idéia.

Valeu pela receita, gostei!

abs
Daniel

Carlao disse...

blz dr...

entao ate ia usa a fraldinha... mas tipo aqui no interior eles tiram aquele pedaço servido com gordura em volta (bao ate pra faze em churrasca, se fizer um pouco mal passado fica q nem picanha).. e fica bao tb...

o problema mano é que aqui a fraldinha é mais cara... (nao da pra entender)... mas concordo fraldinha é bao pra tudo....

e o caldo que usei foi o de carne.. mas como vc falo o de costela deve fica do cact...

se nao faz a ideia do sabor q fico mano.. meus filhos (principamente minha princesa de 3 anos comeu ate doe a barriga rsrs)

abraço

Daniel Rodrigues disse...

Carlão, beleza?

Cara, fraldinha é mais caro que alcatra por aí?? Caramba!!

Curti a idéia do caldo sim.. no próximo hamburger que eu fizer, vou usar isso aí..

Abs
Daniel

Carlao disse...

aqui fraldinha é vendida como se fosse carne de primeira pra churrasco.. só é mais barata que picanha e maminha.. nao tao cara quanto essas mas tipo uns 13, 14 conto o kilo..

ja a ponta de alcatra sai por 11,90... 10... vai entende..rs coisa de interior..

Daniel Rodrigues disse...

Aqui, a fraldinha só é cara se você comprar limpa...

mas isso até faz sentido, pq ela tem aquela camada de membrana embaixo que fica meio duranga se vai pra churraca..

a alcatra varia muito. tem épocas que custa uma fortuna, tem épocas que fica barata. O mesmo acontece com o file mignon, vai entender, ne?

putz, que vontade de comer uma fraldinha agora...

Abs
Daniel

Carlao disse...

o companheiro blz??

ta sumido meu irmao? deve ta loko ai q se nao apareceu mais com postagens... mas continuo visitando aqui diariamente falo?

abraço do amigo carlao santista(futebol so falo no final do ano ok?)

kkk

Daniel Rodrigues disse...

Ae Carlão, beleza?

Po, tou sumidão mesmo...

Na real, tou com dois problemas... Estou sem churrasqueira, sem cozinha e sem tempo livre pra escrever..

E devo ter um problema com a matemática, porque somando a churraca, a cozinha, o tempo e a matemática são 4 problemas e não 2.. Bom, deu pra entender, né? kkkk

Acho que essa semana eu mando mais um post. Esse tá na ponta da língua.

De qualquer maneira, agradeço a persistência.

Abs

Anônimo disse...

Estamos na espera. Vamos reacender essa fogueira.

Abs
Carlos Sá

Daniel Rodrigues disse...

Faaaaala Carlão

Vamos nessa sim, fogo na bomba!

Valeu pelo apoio de sempre!

Abs
Daniel

Carlao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlao disse...

e ai sumidao blz?

dr consegui mano linkar o seu blog (e todos que eu sigo).. deixei a preguiça de lado e melhorei o visu do blog tb.. depois da uma olhada la!!

abraço do gordo (segue o link ai: http://blogdoprofessorcarlospiton.blogspot.com/)

Daniel Rodrigues disse...

E ae Carlão, beleza?

Tou sumidão aqui mas é por pouco tempo!! Quando você menos esperar, lá tou eu enchendo esse blog de porcaria!

Ficou bom seu layout, compana!! Mas tá muito são-paulino.. eu pitntaria tudo de verde :-)

Abs
Daniel

Carlao disse...

ixi e memo.. kkkk na vd se fosse pelo time seria preto e branco (mas santista fedendo pexe)kkk


caraca verdade, nem vi q fico das cores bambisticas do time do panetone...kkk

abraço nego, e ve se me poe ali no cantinho do seu q agora eu tb te linko.. kkk

ate

Daniel Rodrigues disse...

Carlão

Coloca a foto da baleia, que é o símbolo do Peixe (mamífero? kkkk)

Tá linkado lá, campeão! Valeu ae!!

Abs
Daniel

Ayrton Torres disse...

Rapá...emperrou o blog???...rs

Daniel Rodrigues disse...

Fala Ayrton

Não emperrou nao.. mas tou sem cozinha e sem churrasqueira... a coisa aqui vai andar devagarinho por mais algum tempo mesmo..

mas é coisa temporária, já já voltamos com a péssima programação normal :-)

Abs
Daniel

Personal Grill disse...

Grande Daniel,

Lembrei de você ontem pois como a patroa não está muito bem comigo, resolvi ir para a cozinha tentar agradá-la. Saí às compras e sem nada em mente, acabei fazendo a compra do mês tamanha a dúvida, comprei salmão, comprei massa para lazanha, enfim...
Foi depois de sair do supermercado lembrei de algo simples e que ela adora: Costelinha de porco.
Lembrei do molho barbecue que tinha roubado a receita aqui no DDG, porém, acrescentei ao molho suco de maracujá batido no liquidificador, coando as sementes trituradas e reservando um pouco delas para misturá-las junto ao molho dando uma certa crocância. Ficou bom pra caramba, mas não consegui resolver nada com minha mulher, pois apesar de ter gostado muito da costelinha a cozinha ficou um desastre. Bora pra churrasqueira que é meu lugar.

Abraços!

Daniel Rodrigues disse...

Falae Raphael, beleza?

Lembrou de mim por causa da costelinha ou do problema com a mulher? kkkkkkkk

Po, curti essa idéia de colocar suco de maracujá no molho barbeca.. Deve ficar gostoso mesmo, boa dica...

Boa sorte com a patroa ae, parceiro!

Abs
Daniel

Carlao disse...

noite amigao,

cara vc sem cozinha e sem churraca e mesma coisa que eu sem pc pra trampa mano.. nao vai...

e reforma q se ta aprontando ai no seu barraco?

abraco do gordo

Daniel Rodrigues disse...

E ae Carlão, beleza?

Não é reforma, não.. é bem mais complexo do que isso, parceiro...

Mas por enquanto, tou mesmo sem churraca e sem cozinha.

Tá dificil... ainda bem que o PC eu tenho, pq esse aí eu tb dependo e muito :-)

Abs
Daniel

Ayrton Torres disse...

Ih...acho que as ovas da receita já nasceram e viraram tainhas...KKKKKKK

Daniel, espero que tudo se normalize aí, pra gente poder voltar a escrever nossas bobagens nos comentários. Além de rir muito lendo as receitas.

Um abraço

Daniel Rodrigues disse...

Falae Ayrton, beleza?

As ovas da receitas já são tainhas-vovós! Já ficou tão velha que virou tartaruga, parceiro..

Daqui a pouco tudo se normaliza. Mas por enquanto, sem cozinha e sem churrasqueira fica complicado escrever, né?

Mas daqui a pouco as coisas voltam ao normal, e esse blog continuará a despejar toda a sua falta de classe e educação que já nos é peculiar.

Valeu a força aí, compana.

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin