Follow me on Twitter RSS FEED

Receitas de panela - Batatas Rústicas

Nas categorias
Ao mais bronco dos leitores desta maltratada espelunca, eu pergunto: tu és um cara rústico? Se tu és uma mina e não um cara, pergunto mesmo assim: tu és uma mina rústica?

Manja rústico? Na concepção mais asséptica da palavra, seja lá o que isso signifique? Não? Então vamos ao conceito da coisa.

Rústico é aquele indivíduo que não chega no sapatinho, que não tem voz de veludo e não sai bonito na foto.  Rústico não pede licença, não lava as mãos antes das refeições e não recolhe o cocô do cachorro. Rústico dirige sem direção hidráulica, não usa desodorante roll-on e não beija a mocinha no final. A vida é dura pra quem é rústico, amigo.

Pra esclarecer essa misteriosa celeuma, vamos, hipoteticamente, a um exemplo prático: A mocinha está em perigo no estacionamento do shopping com 5 mal-feitores, mal-encarados e mal-intencionados.
  1. O super-homem chega, manda os cinco pra cadeia e ainda leva a mocinha pra um vôo panorâmico. Aquele cabelinho não nega: o super-homem pode ser super, mas não é rústico.
  2. O batman chega, enfia a porrada em todo mundo e ainda dá uma bitoca na mocinha. Não sei como ele consegue ouvir se as orelhas estão dentro da touca, mas o batman ainda não compreende totalmente o nosso conceito de rústico. 
  3. O chuck norris termina de quebrar uns dez vietcongues, pega bazuca, mira no shopping e explode a porra toda. Manda mocinha, bandido, cinema 3D e casa do pão de queijo pelos ares. É disso que estamos falando. Definitivamente, chuck norris é um cara rústico. 
Eu tenho um amigo rústico. O nome dele é Brunão, mas pode chamar de Brutão que ele atende. Mas chama devagar, vai no sapatinho você, porque ele não vai, ok? Bom, Brutão machucou a unha do dedão do pé. Chutando um busão. A unha, por óbvio, necrosou. Ele arrancou a unha à forceps, usando um abridor de vinhos. Sangrou, limpou com papel higiênico. Naquele dia, tínhamos um jogo importante. Brunão não se fez de rogado: tomou um yakult, cortou a boca do potinho, enfiou o dedão dentro, meião, chuteira, e bora pro jogo. E correu como se não houvesse amanhã. Isso é coisa de gente rústica.

Assim é a nossa receita. Rústica, feita nas coxas, do jeito mais bronco, sem muito carinho e nenhum traquejo.

Batata rústica é, na essência uma batata frita. Mas a batata frita é aquela coisa delicada, palitinho, french fries, como diriam os americanos. Nossa batata não tem essa de cortar em palitinho, não tem frigideirinha, nada disso.. Ops, não tem frigideirinha? Como assim? Vai vendo.

O lance é o seguinte, você vai precisar óleo, batata e mais um ou outro instrumento rústico, claro.

Quando for comprar as batatas, recomendo escolher aquelas que são grandes e lisas. Isso porque pode facilitar na hora de descascar as batatas. Isso para o caso de você querer descascar, porque se a batata é rústica, você pode se eximir da terrível e desagradável missão de lavar as mesmas.

Na verdade, você pode valer da mesma desculpa que eu, e concluir que já que o óleo vai ferver, vai fritar tudo que é bactéria, fungo e toda sorte de malfeitores que porventura habitarem a casca da nossa linda e saborosa batatinha.

Fica aqui um adendo: se você fritar as batatas com casca, elas tendem a ficar um pouco mais amargas. Eu estou acreditando que o nobre leitor é um cara rústico, mas pensando no caso de você receber aquela tia mais frutinha na sua casa, então neste caso, e somente neste caso, eu recomendo que descasque as batatas. Brunão não descascaria, tenho certeza. Nem chuck norris. Bola pra frente.

Não vou, e nem sei como te ensinar a descascar batatas, no caso da visita supracitada. Você pode pegar uma faca e decepar os membros superiores do seu corpo acidentalmente e se virar pra retirar a casca. Pode pedir pra algum outro vívere da sua residência fazer isso pra você. Pode obrigar algum desses víveres, o que é um pouco mais rústico. Pode também sair na rua vestido de taliban e obrigar alguém a descascar pra você. Isso seria tão rústico quanto perigoso. Mas creio que você é bem grandinho e sabe o que pode e o que não pode te mandar pra cadeia. Enfim, se tu quer descascar batatas, te vira e não me aparece aqui com essas batatas cascudonas.

O próximo passo é cortar as batatas. Aí entra o lado bronco da coisa. Você pode usar uma faca, uma machadinha, uma serra elétrica ou uma locomotiva a vapor. Cortar batata rústica é igual a futebol de várzea: não tem regra. Mete e faca, corta do jeito que quiser, do tamanho que quiser. Fecha o olho e mete a marretada desgovernadamente aí. O que importa é que as batatas, que antes eram redondinhas e bonitinhas, agora encontram-se desfiguradas, decepadas, dilaceradas. Nessa hora, violência pouca é bobagem. Chora, Kill Bill.

Picotadas as nossas personagens, mete todo mundo na panela de pressão. Falei que a receita era bruta? Aqui não tem batatinha cortadinha em palitinho, fritinha no olinho (isso foi licença poética, você entendeu), gostosinha colocadinha na caixinha. Aqui o sistema é bruto, parceiro.

Depositadas as nossas vítimas na panela de pressão, cubra todas com óleo limpo. Se você se preocupa com a sua coronária, mete ali um óleo de canola. Caso se manter vivo não esteja entre as suas prioridades, pode mandar ali um óleo de milho, de girassol, de soja, de câmbio ou de caminhão. A decisão é sua, o que interessa é que tem que cobrir as batatas com o óleo.

Agora, preste muita atenção a essa parte. Eu não quero, e creio que você também não queira, explodir a sua cozinha, sua casa e todo o quarteirão, certo? Lembra do chuck norris? Então, nós não queremos que a sua panela se transforme na bazuca do vietcongue, não queremos que a sua cozinha seja mais perigosa que o afeganistão, certo? Então, presta atenção:

Sabe aquele pininho de segurança que tem na tampa da panela de pressão? Então, levanta o pininho, solta a trava, libera a pressão, amigo.

Vou explicar de novo, pra ter certeza que não te bateu aquela preguiça safada e vc tá lendo só os parágrafos ímpares:

Sabe aquele pininho de segurança que tem na tampa da panela de pressão? Então, levanta o pininho, solta a trava, libera a pressão, amigo.

Mais uma vez:

Sabe aquele pininho de segurança que tem na tampa da panela de pressão? Então, levanta o pininho, solta a trava, libera a pressão, amigo.

Bom, se a tua cozinha explodir agora, não me vem reclamando na caixa de comentários do além, estamos entendidos?

Agora que todo o procedimento de segurança foi compreendido, fecha a tampa, e fogo na bomba [/bob marley].

A batata frita rapidinho, e como tá na pressão, fica macia por dentro. Fica esperto, abre uma cerveja e aproveite o tempo livre pra refletir sobre a cabeça ruim da carminha, o pernil da nina e a bunda mole do tufão. Mas não gasta muito tempo pensando, porque essa batata fica pronta em 10 minutos.

Passados os dez minutos, que deve ser o tempo suficiente pra você tomar, ao menos, uma cerveja, desliga o fogo, espera o terror acabar dentro da panela e abre. Saca de lá uma batata e experimenta. Se achar necessário, deixe mais um tempinho na fritura, com a panela aberta mesmo.

Depois, é só retirar as batatas de lá utilizando um instrumento adequado (recomendo abandonar a ogrice e virilidade nessa hora, larga mão de ser machão e use instrumentos), e coloca lá naquele papel de gordura, salga e pronto.

Como elas fritam rapidamente, a batata rústica assim tende a ficar sequinha, costuma fazer sucesso. Confia :-)

Rendimento: depende quantas batatas você fritar, espertão.
Tempo de preparo: umas 2 brejas no preparo, e uma pra fritura. Beba comendo e seja feliz.
Custo: batatas e óleo. isso é barato, vai por mim.


31 comentários:

Carlao disse...

poutz que saudades dos posts.. o seu tava mais parado que o meu de postagem kkkk.. abracao daniel... agora vo le seu post!!!

Fernanda disse...

Daniel, você é o melhor!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Carlão, beleza?

É complicado manter o mesmo ritmo, né? Ainda mais quando a vida pessoal e o trabalho acabam colocando a gente na loucura...

Mas estou na tentativa de retomar com a mesma peridiocidade de antes.. Vamos ver se rola :-)

abs
Daniel

Daniel Rodrigues disse...

Oi Fernada, tudo bem?

Obrigado pelas palavras... mas eu não sou melhor em nada não... melhor mesmo é essa batatinha :-)

Valeu!

abs
Daniel

Renato Teixeira disse...

Daniel....chorei de rir cara!!!

A receita mesmo dá pra explicar em duas linhas, mas o Chuck Norris foi foda!!

Muito bom!

Abs

Renato

Daniel Rodrigues disse...

Fala Renatão, beleza?

Pois é, a receita é simples, mas o procedimento é bruto kkkkk

Abração

Daniel

ATorres disse...

Legal Daniel.

Mesmo achando que atualmente seria mais fácil encontrar um político honesto do que receita nova, quase todos os dias dou uma passada. Costume mesmo. E não é que tinha essa batata quente?

Muito boa a receita e "idiot proof"...rs

Apesar de ter sido muito bem detalhado e repetido o alerta trocentas vezes, não entendi o lance de se levantar o pino de segurança da panela ANTES de ir pro fogo. Pois essa informação está ANTES de se iniciar a fritura. Um EDIT informando que isso tem que ser feito no fim do processo? Ou estou com tanto sono que falei M? ...rs

Abração do Charles Bronson.

Daniel Rodrigues disse...

Fala Ayrton, tudo beleza?

Pois é, esse blog é assim mesmo.. Quando você menos espera, lá vem algum petardo do nosso lado kkkk

O lance da válvula, é que vc não pode e não deve meter uma panela cheia de óleo na pressão, pq vai fazer um terror lá dentro e a chance de explodir é imensa..

Ou seja: abre a valvula e mete no fogo.. Isso vai gerar uma situação de pressão mediana e controlada..

Como a batata frita rapidim, é missão cumprida :-)

Ah, charkes bronson foi sensacional, ri sozinho aqui.. Só que ninguém com menos de 30 sabem quem ;e hehehe

abs
Daniel

ATorres disse...

Agora entendi. Ainda bem que ainda não testei essa, porque ia dar M.

O Charles Bronson/Desejo de Matar (1 a 5) ainda vai ter o reconhecimento que merece.

Abração do Clint Eastwood/Dirty Hary (1 a 5 com outros títulos).

Esse é só pra quem tem mais de 40...kkkk

Daniel Rodrigues disse...

Fala Ayrton, beleza?

Acho que eu deveria explicar melhor o procedimento da pressão..

Na verdade, eu ia usar a dupla bud spencer / terence hill.. Quem lembra do excelente Trinit?

Abs
Daniel

ATorres disse...

Trinity e CARAMBOLA!!!

Olho no lanceeeee:
http://bangbangitaliana.blogspot.com.br/2011/01/trinity-e-carambola.html

Pronto... "OffTopiquei" a receita... Foi mal... rs

Um abraço

Daniel Rodrigues disse...

Ayrton

Excelente off-topada!!! Adorei o blog

Vou analisar o "conteúdo" com calma hehehe

Valeu!!

abs
Daniel

Luiz Alfredo disse...

Daniel cara, ainda bem que tu voltou à ativa!
Não suma não, abs e otima receita

Daniel Rodrigues disse...

Fala Luiz, tudo bem?

Estamos de volta sim... A lataria meio avariada, kilometragem em órbita e alguns riscos na carcaça, mas estamos aí..

abs
Daniel

Murta disse...

O daniel ve se nao escreve uma vez por semestre blz?
Abração
Murta

Carlao disse...

ixi daniel, nem fala em correria viw... pra vc ter uma ideia lembra que la em cima no primeiro comentario eu falei que ia ler seu post??? pois é... consegui fazer isso hoje (ler e rachar o bico) kkk

adorei, receita simpres, barata, e ogra!!!! duro é meu regime ir pro saco.. mas de final de semana fdse.... rs

abraço do ogro carlao veiw... ate a proxima folga minha pra comentar...

a. vo tenta fazer mas com aquelas batatas palitos compradas prontas de sacao!!! mai facil ainda!! kkkk

Daniel Rodrigues disse...

Fala Murta

Que nada, estou de volta à ativa, vcs não imaginam o quanto!!!

Aliás, estou criando uma sessão só pras receitas de leitores, e a sua vai ser a primeira

abs
Daniel

Murta disse...

Opa, show então!
Enquanto isso vamos fazendo maluquices na churraca e informando por aqui.
Abração

Daniel Rodrigues disse...

Fala Murta!!!

O que importa é isso, sempre que tem uma churrasqueira e um maluco, tá tudo bem :-)

abs
Daniel

Luiz Alfredo disse...

GrandeDaniel,
então, fiz as batatas duas vezes nesse fds, mas aqui acho que elas se recusavam a fritar, tanto que botei o pino lá e fiquei vigiando.

Demorou acho que uns 20 minutos, mas fica bom pra caralho.

Mar, tem que ficar vigiando igual porteiro de cadeia kkk

Abs


Daniel Rodrigues disse...

E ae Luiz, beleza?

É, eu acho que tem que ficar esperto no cheiro, também.. Hora que começa a fritar pra valer, a batata tem aquele cheirinho caracteristico de lanchonete do mcdonalds kkkk...

E acho que depende um pouco da potencia do seu fogo..

Mas é isso ae, tem que vigiar igual porteiro de cadeia kkkk execelente expressão, essa

Abs
Daniel

Débora Kasdorf Kuhnen disse...

Seus posts e receitas são o máximo!! É uma delícia de ler...
Não suma de novo, por favor!! Nossos paladares agradecem... :D

MARCELO TADEU disse...

Valeu Daniel, beleza vê-lo de volta... vou enfiar batatinha no peso-pena do meu filho, para ver se o bicho engorda um pouco.
abs
Marcelo

Daniel Rodrigues disse...

Oi Debora

Obrigado pelo apoio!!!

Pode deixar que eu não vou sumir, não... Tenho novidades bem legais para os próximos dias

Abs
Daniel

Daniel Rodrigues disse...

Falae Marcelo, beleza?

Isso ae, estamos de volta!! Valeu pela força!

Se queres engordar um pouco o garoto, aproveita pra fritar um bacon junto da batata kkkkkk
Não conheço nada que engorde mais do que o bacon :-)

Abs
Daniel

Carol Arfelli disse...

Oi Daniel, tudo bem?

Depois de um bom tempo (uma gravidez e um filho que toma quase todo o meu tempo), voltei aqui pra fazer a rabada de novo - devido ao sucesso com o maridão - e adorei essa receita.

Estou aqui pensando com meus botões se não ficariam boas as batatinhas aperitivo, aquelas bolinhas, com casaca e tudo (bem lavadas, eu sou menina), sabe quais são?

Meu medo é que fiquem cruas por dentro, pensamento que tive pois imaginei que vc cortou suas batatas tipo palito...

Vou testar e te digo.

Obrigado pelo retorno... volto agora à minha rotina de passar aqui pelo menos uma vez na semana... isso se o Gui deixar, rs.

Daniel Rodrigues disse...

Oi Carol, tudo bem?

Em primeiro lugar, parabéns pelo filhote... Eu tenho dois e sei o quanto eles são capazes de mudar a vida da gente.. Felicidades pro garotão!!!

Bom, essas batatas pequenas, de bolinha, você pode fazer diferente.. Um dia isso vai virar receita aqui, mas a dica é a seguinte:

Primeiro você cozinha elas com um tablete de caldo de legumes. Sim, tem que cozinhar até ficar macia. Depois você pega uma panela com tampa, joga lá dentro uma mistura de azeite com alecrim (não precisa de muito, só o suficiente pra cobrir o fundo). Aí joga as batatinhas, tampa e vai dando umas mexidas, até que a casca dela fique douradinha..

Fica uma delicia!! Expeimenta ae e depois me conta :-)

abs
Daniel

Anônimo disse...

Bacana Dom Daniel? é bom reencontra-lo com a mesma forma inteligente e sensacional de escrever, parabéns.

Douglas

Daniel Rodrigues disse...

Fala Douglas!!

inteligente e sensacional foi bastante generoso da sua parte, mas de qualquer maneira, agradeço as palavras!

Abração
Daniel

Anônimo disse...

Visio este blog eventualente em busca de dicas p/ churrasco. Aqui ñ é lugar para elogios meigos ou fru-frus, mas, sempre fico satisfeita.Não conheço a aparencia do escritor, mas sempre fico imaginando um cara que se parece com MV Bill.

Daniel Rodrigues disse...

Hahahahahaha

Errou feio.. De MVbill não tem nada aqui, moça..

Pensa assim: tá entre brad pitt e capitão caverna :-)

Obrigado, fico feliz que o blog seja útil.

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin