Follow me on Twitter RSS FEED

Resenha de churrascaria vagabunda: visita à Tramontana Grill

Nas categorias
Uma das coisas mais legais desse blog é o envolvimento dos leitores. Isso mesmo, você que está aí do outro lado da tela, babando e pensando naquela carne malpassada enquanto lê as estapafúrdias e catastróficas aventuras que cometemos atrás de um único objetivo: comer churrasco. Se você está duvidando, leia os comentários em qualquer post.

Pois esta semana fui surpreendido por um grupo de leitores. Leitores estes que respondem pelos singelos nominhos de Markito Mesquita, Luigi, Gordão e Japonês Fuleiragem. Recebi um e-mail do Markito Mesquita, o que me fez, acima de tudo, levar um baita susto.

Neste ponto, ter hipermetropia é uma coisa bacana, que pode te fazer dar boas risadas em momentos inesperados. Isto porque a hipermetropia, esta alegre e animadora anomalia da visão, pode confundir algumas letras na hora de ler alguma coisa sem óculos, e pra você dar risada, basta ter um inconsciente fanfarrão, o que este que vos escreve tem.

Isto posto, assim que chegou o email, estava eu sem os referidos óculos, e de pronto li que havia recebido um e-mail do Markito, o homem sem mosquito. Não sabe quem é? Vai no goooogle e ria.

Enfim, era o Markito Mesquita, que nada tem a ver com mosquito.

Markito Mesquita é leitor do blog, e ao ler a resenha da Tramontana Grill, aqui descrita, salivou. Salivou como nunca antes salivara. Rapidamente, recrutou um grupo de corajosos amigos, e dirigiu-se à Praça da Árvore, afim de saborear as iguarias que este que vos escreve, resenhara.

Daqui pra frente, passo a palavra para o leitor Markito Mesquita. E fica meu agradecimento pela confiança, e fico bastante feliz e confortável por não ter mentido na resenha.

Quinta-feira, dia 1 de Julho de 2010.
Cheguei normalmente ao trabalho, ao entrar no Twitter vi um RT com a palavra “churrascaria”. Como grande amante de carnes que sou, cliquei sem pensar e sem terminar de ler do que se tratava.
Era minha primeira visita ao Deitando o Gato na Grelha. Mal sabia eu como esse clique iria mudar o andamento do meu dia.
Por bondade do destino, o post do dia era sobre a Tramontanna Grill. Ao ver o texto longo imaginei que não iria conseguir ler até o fim... Estava errado, a cada linha eu me sentia praticamente dentro daquele templo carnívoro e econômico.
Terminei a leitura, e passei o dia em guerra com meu estomago, eu precisava conhecer aquele lugar! Não poderia esperar um ou dois dias. Decisão tomada, recrutei os participantes do sagrado evento. Pessoas escolhidas a dedo: Markito Mesquita, Luigi Perez, Marcelo “Fuleragem” Narita e Cássio “Gordão” Farhat! Horário marcado. E lá fomos.
Ao chegar no metrô, logo vimos aquela fachada sem qualquer sinalização. Apenas uma placa com o preço R$ 12,99. Sim amigos, a Tramontanna Grill existe! Não só existe como acabou de se tornar vital para o bom andamento da vida gastronômica dos 4 guerreiros presentes.
Atendimento incrível, carnes sangrando, cerveja gelada! Cada detalhe falado no review do blog é real! O sotaque, os detalhes, as carnes... Parecia que eu via um filme que já tinha lido o roteiro. E esse filme, meus caros, merece ganhar o Oscar!
O momento merecia um registro, por isso, anexo algumas fotos da nossa visita a esse lugar fantástico chamado Tramontanna Grill! Esse blog ganhou nossa confiança eterna.
Grande abraço. 
Markito Mesquita e cia carnivora.

Abaixo, as fotos enviadas pelo leitor. Parece que a coisa estava boa, por lá.

Note que, realmente, não tem placa na porta.

o interior do palácio, com a mesa de vegetais.

mesa surrada, ventilador desligado e quadro feio na parede.

olha a cara da rapazeada kkkk

Mais uma vez, Valeu Markito!!!


12 comentários:

Caio Racca disse...

Daniel,

Cara, fui lá. Arrastei não 2, mas 3 companheiros. Chegamos, sentamos numa mesa estratégica e pedimos uma original. Veio gelada!!! Gelada, véio!!! Boa demais!!!

As mesas tem aquele prástico cobrindo tudo, com um forro escuro por baixo e uma folha branca entre eles. Tinha 1 trequinhos na mesa para cada 2 pessoas e não tem frescura. Sem couvert. Sem essa de pãozinho com manteiga ou aqueles biscoitos compridos que te cobram 50 pilas...

Depois fomos pegar umas saladas e outras cositas. Nada realmente de outro mundo, mas honesto.

Em relação às carnes, o cupim realmente é muito bom, a costela achei esturricada. Maminha, alcatra e lingüiças boas. Não excepcionais. Boas. Javali (sic) delicioso e lingüiça apimentada maravilhosa. Também comi uma carne que parecia picanha, tinha cheiro de picanha, tava no espeto arrumado como picanha, mas aquilo não era picanha não...

Mas não tirou o brilho do lugar. Legal, os garçons são realmente atenciosos e solícitos, mas não me atentei muito ao sotaque. Costumo não reparar em homem...

Acho que valeu a fugida para experimentar algo novo e com certeza volto mais vezes. Valeu a pena. Lógico que não dá para comparar com fogo de chão e cia ltda, mas para um almoço com muita carne e várias originais (geladas!!!) e pagar 20 contos de réis, tá valendo.

Tô esperando mais dicas de lugares assim.

Abraços,

Caio Racca

Daniel Rodrigues disse...

Caio

Me desculpe, queria ter passado lá pra encontrar vocês, mas acabei enrolado aqui pelo trabalho. E por medo do seu Tramontana, que ainda vai me cobrar porque chamei a churrascaria dele de vagabunda hehehe

Pois é, A Tramontana não é mesmo espetacular e muito menos se comparada às famosas. Mas vamos lá: 20 pratas pra churrasco e cerveja. Saiu sorrindo? Então valeu! hehehe

Prometo outras resenhas sim, aguarde!!

Abs
Daniel

Caio Racca disse...

Daniel,

Sem crise... Saímos sorrindo sim. Valeu mesmo. Outra vez combinamos antes.

Abs

Daniel Rodrigues disse...

Aliás, podíamos organizar um grupo pra fazermos juntos a próxima visita a alguma churrascaria vagabunda, não?

Ia ser divertido, racharmos o bico todos juntos

Abs
Daniel

Caio Racca disse...

Bora marcar.

Como se diz: Demorô!!!

Abs

Daniel Rodrigues disse...

E aí, alguma sugestão?

Alguém conhece uma churrascaria vagabunda pra gente experimentar?

Abs
Daniel

Anônimo disse...

cara tu tem entrar no site tramontana compare as
fotos para ve se ta no lugar certo nao sai falando besteira achando que entrando qualqer lugar esta na tramontana nao se engane la tem placa anunciando a churr. e manobrista
se beber nao dirija.ok

Daniel Rodrigues disse...

Beleza, parceiro

Se eu beber, nào dirijo. O resto, nao te devo nada e não mudo uma virgula, ok?

Abs
Daniel

Anônimo disse...

belesa pelo menos entra no lugar certo,nao sai entrando qualquer porta,achando que e a tramontana,
antes preste atencao eu gosto de discutir com quem entende de carne nao e o seu caso.

Daniel Rodrigues disse...

Tá bom, companheiro

vc gosta de discutir sobre carne, e eu não entendo nada disso.

Perfeito, então vai procurar quem entende, fechou?

E não adianta dar respostinha mal-educada, vc tá bloqueado.

Abração
Daniel

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin