Follow me on Twitter RSS FEED

Pìcanha no rechaud

Nas categorias
Rechaud é um nome meio esquisito. Isso é um fato, e se você não concorda comigo, nem precisa continuar a ler isso aqui. Rechaud me lembra gourmet, que me lembra coiffeur, que me lembra champignon, que me lembra abajour, que me lembra charles aznavour, que me lembra michel platini. O francês pode ser um cara legal, mas essa coisa de falar de biquinho a gente desconfia. Então começo esse post chamando o rechaud de rechô. Ponto, macho e viril: rechô.


Esse é o rechô. E, já que eu roubei a foto, retribuo com o link.
 Se for comprar, 
clique aqui.


Aqui em são paulo tá cheio de botequinhos iguais: eles têm cara de antiguinhos, têm mesa de madeira, televisão pra passar futebas, boas porções, garçons gente fina, cerveja Original e... picanha no rechô. Eles acendem o fogareiro embaixo do rechô, esquentam a chapa e queimam o teu bolso: te vendem a picanha inteira a R$60,00. Embora as picanhas de boteco sejam excelentes, esse lance de picanha inteira e meia picanha é uma sacanagem. A picanha inteira nunca passa de 500g, e a meia nunca passa de 300g. Ou seja: seu Manoel do boteco, seja honesto e venda meia 1/2 picanha e 1/4 de picanha, respectivamente, óquei?

Pois é, eu tinha um rechô. Um bom rechô. E o perdi da maneira mais ridícula possível; eu esqueci o rechô em casa. Aí você me pergunta: como assim, escriba? E eu te respondo, fiel escudeiro. Eu esqueci o rechô em casa... e mudei de casa! Ele ficou lá, desamparado no fundo do armário da lavanderia, vendo a mudança toda esvaziar o apartamento, esquecido.  Espero que o novo dono esteja honrando o nome do meu ex-rechô, assim como eu o fazia (Essa me comoveu. Se eu não fosse macho pacas eu tinha até chorado).

Em todos esses meses na casa nova, eu queria muito fazer uma picanha no rechô. Mas não queria comprar outro rechô, em respeito ao antigo. Então encontrei a solução para o meu dilema: comprei uma chapa de ferro!

É isso mesmo, rechô tem que ser de ferro. Nada de inox, nem teflon e nenhum metalzinho anti-aderente. Ferrão, parceiro, chapa pesada, é disso que eu tou falando.


Definitivamente, preciso de uma máquina fotográfica melhor.
Na última foto que o fogo apareceu, tava azul. Esse, tá rosa. Fogo rosa é complicado...

Funciona assim, basta acender o carvão, colocar a chapa de ferro logo acima e fazer a picanha. Se você já comeu uma picanha assim no barzinho, deve ter percebido que o rechô faz um furdúncio de tanto que espirra. Afinal, carne + gordura + chapa quente = lambança. O legal de fazer dentro da churraca é que a lambança ocorre lá dentro, e não te transforma num balde de sebo. 

Pra preparar não tem muito erro, não. Escolha uma picanha pequena. Se for preparar pra muita gente,  pense em comprar duas picanhas pequenas, no lugar de uma grande. Isso porque a picanha fica ali, coladinha no coxão duro, na alcatra e no filé mignon. Em picanhas grandes, você pode ter sido premiado com um pedacinho de outras dessas carnes, que endurecem no rechô (duplo sentido?). Corte a picanha em fatias finas, de pouco mais de um dedo de largura. Lembre-se: nem dedo de moça, nem cacho de banana. Estamos falando de dedos normais.

Tem gente que tira a gordura antes dela ir pra chapa, mas eu prefiro deixar. A gordura endurece no rechô (opa!) e não fica legal de comer, mas ainda assim ela derrete e deixa um gostinho bom. Então eu preparo a carne com a gordura e depois tiro na hora de servir. 

Pra assar, passe uma colherada de manteiga de qualidade sobre a chapa. Nada de margarina e outras merdas light. Se é pra ser light, prepara uma saladinha e dá o fora daqui.  Quando você jogar a manteiga, ela deve derreter fazendo aquele barulhinho legal de chapa quente. Se não fizer, deixe esquentar um pouco mais. Quanto mais quente a chapa estiver, melhor fica a sua picanha. 

Deitou a manteiga? Fez barulhinho? Hora da picanha, rapá!!!! Faça bife por bife, sem essa de tacar um monte de carne. Cada bife que você joga na chapa troca calor com ela, e a faz esfriar. Tenha paciência. Carne deitada, é hora de jogar o sal. Utilize sal fino, a carne vai ficar pronta muito antes de derreter o sal grosso. Deixa ela ali alguns segundos e vire, passe sal. Salgue com moderação, já diria a propaganda.

Agora faça a sacanagem, dê um pouquinho mais de manteiga pra ela beber. Um pouco, nem precisa caprichar, sob o risco de entupir as coronárias dos seus convidados. Fique atento à picanha até ela parecer marronzinha do lado de baixo, com umas marquinhas de queimado onde tem mais contato com a chapa. Vire e aguarde até ficar igual.

Pronto, é só cortar em fatias bem fininhas que vc ganha a galera. Não deixe esfriar, mande o pessoal comer rápido. O que não é difícil, diga-se de passagem.

Preço: preço de picanha, uai. Uns 20 cruzeiros uma picanha de 700g.
Tempo de preparo: rapidinho, meia lata pra cada fatia de carne.
Rendimento: o da picanha. 700 gramas forram 3 panças.



37 comentários:

wagner disse...

Daniel , eu sou o Wagner também curto muito fazer umas comidas ... tava pesquisando no google sobre picanha no 'RECHÔ' e achei seu blog cara , vou te contar , vc tá de parabens uma ótima receita , muito explicativa e técnica ao passo de que muito bem humorada.
Tô adicionando o seu blog nos meus Favoritos.
Valeu ...
Wagner

Daniel Rodrigues disse...

Po, Wagner, valeu a força aí, comparsa.. Já que vc curte fazer um rango, troca umas receitas aí com a gente, man!!

Valeu pelas palavras, esse incentivo é a coisa mais legal desse blog. Mais legal ainda do que comer essas carnes todas que eu preparo :-)

Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Daniel, meu nome é flávio e gostei desse seu post, mas vou lhe dar umas dicas que vão deixar a receita ainda melhor, blz?

Primeiro, como voce disse use picanha pequena, com capa de gordura uniforme e a carne bem marmorizada ( gordura no meio da carne,quanto mais marmorizada mais macia é a carne) e quanto mais perto da ponta da picanha, mais macia é a carne.

Segundo, corte a picanha no meio fazendo assim 2 triangulos, isso vai fazer com que a carne fique pronta mais rápida.

Terceiro, antes de colocar a carne na chapa, pegue azeite, de preferencia extra virgem e passe na carne já fatiada até cobrir ela inteira, mantendo assim o suco dentro da carne deixando ela mais suculenta quando pronta, assim não precisa usar a manteiga, pois o azeite faz bem para o coração, diferente da manteiga.

E por último, nunca coloque a carne na chapa fria ou morna, a chapa tem que estar bem quente pois senão a carne fica com gosto de fígado!

Blz? abraço e que o Palmeiras consiga a libertadores esse ano!!!

Ah.. quase esqueci, não tire a gordura antes de fazer a carne, pois realmente a carne fica dura, faça com a gordura e depois no prato tire ela!!!

Daniel Rodrigues disse...

Falae Flavio!!

Bem legais as suas dicas!! Mas vamos lá..

eu acho que o corte dos dois trinagulos que vc citou fica legal na grelha, mas no rechaud tem que ser bifão mesmo, não acha?

E a dica do azeite é sensacional. Vou experimentar no próximo rechaud. Valeu a dica!!

Beleza e VAMOS PALMEIRAS!!!!

Abração
Daniel Rodrigues

RODRIGO PIMENTA disse...

E AI AMIGO!! TD BOM? ME CHAMO RODRIGO E SOU DE BH, TAVA PESQUISANDO AQUI UMAS RECEITAS DE PICANHA E SEI QUE VOCE VAI ME AJUDAR.... QUERO PREPARAR UMA HOJE, POREM ESTOU NA DUVIDA, TENHO AQUELAS GRELHAS, ELETRICAS SABE? QUE EU N GOSTO DISSO, NUNCA FIZ ADA ALI QUE DESSE CERTO, TENHO TAMBEM AQUELAS CHAPAS A GAS, E A TRADICIONAL CHURRASQUEIRA, QUERO FAZER NA CHAPA HOJE, TEM ALGUM MACETE PRA ME PASSAR? QUAL O MELHOR TEMPEIRO? UMA VEZ FUI AQUI EM BH NO RANCHO DO BOI QUE FAZ UMA CARNE QUE QUEM E VEGETARIANO MUDA NA HORA, E O CARA ME FALOU Q O TEMPERO DELES E O SEGUYINTE, MANTEIGA NO LIQUIDIFICADOR, COM UMA CEBOLA ALHO E SAL.... BATE TD, E DEPOIS SO COLOCAR NA CHAPA COM A CARNE Q FICA UMA DELIICA! CONHECE ESSE TEMPEIRO??
AGRADECO

Daniel Rodrigues disse...

Fala Rodrigo, tudo bem?

Se você decidiu fazer na chapa, ok. Mas eu recomendaria a churrasqueira normal, ou a elétrica. A picanha fica legal na elétrica, mas você precisa fazê-la em bifes, e usar sal fino. Fora isso, fica super saborosa tb.

mas beleza, vamos à chapa. Como pode ver na foto, tenho uma chapa dessas em casa, e utilizo com frequencia. A dica é simples: picanha em bifes relativamente finos (mais ou menos da espessura de um controle remoto hahha), sal fino e chapa muito, muito quente. Isso faz diferença, deixa a chapa esquentando pra valer.

Acho ótima a idéia de colocar manteiga na chapa, faço isso direto. Não sem em BH, mas aqui em sao paulo tem uma manteiga chama "Aviação" que é maravilhosa.

Pra temperar, eu não colocaria tanta coisa não. Geralmente, picanha e sal funcionam bem. Uma dica bem legal é comprar aqueles alhos fritos, sabe qual é? Um que fica marronzinho e costuma acompanhar frango à passarinho? Isso costuma vender baratinho em qq mercado, aí vc coloca num pote à parte pras pessoas pegarem. E faz a picanha na manteiga e sal.

Minha dica, não acho que a picanha seja uma carne que precise de muito tempero não...

Boa sorte com a sua picanha, vai na fé que essa aí não tem como errar.
Depois conta como foi!

Abração
Daniel Rodrigues

Alexandre Neves disse...

Daniel, c...de dar risada com a sua "bem humorada" dica/receita de picanha!
Seu blog já está adicionado nos favoritos de meu note.
Cara, eu comprei um rechaud, mas estou naquela p...dúvida. Eu posso colocar os bifes crus diretamente na chapa quente ou talvez seja melhor levar a peça inteira para um forno a gás ou churrasqueria tradicional (peça inteira) para só então depois fatiar e colocar no rechaud? Sugere algo para acompanhar a carne, do tipo cebola em pedaços? Como fazer. Abraço e parabéns!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Alexandre

Cuidado aí com esse negócio de c... dando risada. hehehehehe
Brinks, que bom que você curtiu. Não imagina o quanto eu mesmo me divirto escrevendo merda. hehe

Bom, nem manda pro forno nem nada. Esquenta a chapa e deita a carne. Só toma o cuidado de deixar a chapa bem quente. Eu costumo deixar a chapa no fogão uns segundos, assim que ela começar a ficar tensa, vai pro rexô.

Fatia a carne crua e manda bala. Bifes mais finos perdem líquido e tendem a ficar menos macios, mas ficam prontos mais rápido e melhor na chapinha (ui).

Cebola eu nunca fiz, mas pode ser uma boa idéia. Taí. Deve funcionar sim.

Eu costumo usar queijo coalho no rechaud, ele fica bem legal, dá uma queimadinha por conta da gordura da picanha, fica de lavar a égua.

Abração
Daniel Rodrigues

Claudio disse...

Kra eu estava pensando em sair pra comer aqui em Santos, e até peguei o endereço de um bar na Francisco Glicério que faz a tão comentada picanha acima.
Adorei a receita e as dicas informadas bem humoradas pelo brother Daniel.

Parabens pelo blog, Abraço.

Claudio Osmar

Daniel Rodrigues disse...

Fala parceiro!!

Po, adoro a sua terra, sou fã incondicional do litoral santista! Já morei em Bertioga, hoje frequento o guaru..

Que bom que gostou da receita, experimenta um dia que vc vai ver!

Abs
Daniel

Verdelone disse...

Genial esse post...
Parabéns
Abraços
CIA DOS BOTECOS - www.ciadosbotecos.blogspot.com

Daniel Rodrigues disse...

Fala Verdelone, beleza?

Valeu compana!!!!

Bacana o ciadosbotecos, legal!!

Abs
Daniel

Renata disse...

Tô me acabando de rir aqui...sorry, não sou homem, não faço churrasco, não entendo (quase) nada de carne, masssssss....me identifiquei com esse post sobre o "rechô"!!! Sou carioca, e de vez em quando vou pra Sampa, visitar os amigos e tal....tudo o que vc falou aí desse treco espirrar na gente no boteco (nem que seja um chike que eu fui lá na Vila Madalena) é a mais pura verdade!!! Tenho até fotos aqui desse dia até então bizarro pra mim....enfim, muito bom esse teu blog....bemmm macho, né? Na boa agora, parabéns, vc escreve muito bem e dá ótimas dicas....bjssss, Renata, do RJ!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Renata

Obrigado pela força, moça!!

Po, porque você não aproveita esse entusiasmo todo e experimenta preparar uma picanha no RECHÔ (viriiiiil) aí nos cantos da cidade maravilhosa (e é mesmo, viu. ô lugarzinho bonito que é esse riidijaneiro)

Abs
Daniel

Andre Pedreira disse...

Daniel

espero que ainda leia este blog..

cara, estou abrindo um bar country em minha cidade, e muitos pratos são feitos com picanha...conheci picanha no rechaud no bar do juarez quando fui em sampa, muito bom...
jah encomendei as chapas para colocar no bar....
a pergunta é a seguinte..notei q lah no bar a picanha já vem meio que "chapeda" sera essa a palavra?? acho q não..mas vamos lá...tipo eles tipo passa a carne em uma chapa, antes de ir pra mesa....ela vem crua por dentro, mas chapeda por fora....e já vem temperada tb....

c eu for temperar antes..o que devo usar...sal fino??? alho?? azeite???

Daniel Rodrigues disse...

Falae Andre

Po, eu leio o blog sim.. Mas só os comentários, o resto não presta :-)

Que bacana que tá abrindo um bar... Conta ae, onde fica o boteco? Sempre tem um leitor aqui ávido por uma gelada com uma picanha.

Bom, alguns bares "selam" a picanha, dando uma passadinha numa chapa quente, só pra o caldinho ficar todo dentro dela. Acho que você pode passar um pouco daquele sal com alho, sabe? Aí dá uma fritadinha de leve nela na manteiga...

Mas não precisa, não. Bife fino, chapa quente, tá feita a arte

Boa sorte com o bar. Chama os amigos!!!

Abs
Daniel

Douglas disse...

Cara muito bom seu blog parabens, quando vi minha boca encheu dagua e procurei onde comprar essas chapas e rechauds, achei num site bacana www.apaneladeferro.com.br , meu rechaud chegou esse final de semana e enfim pude me esbaldar de picanha. Valeu D+

Daniel Rodrigues disse...

Fala Douglas, beleza?

Po, muito bacana esse site aí hein!! Belíssima dica

Valeu, compana

E obrigado pela força!

Abs
Daniel

Anônimo disse...

Oi , meu nome é Dyeile, estou lendo e adorei, só que tenho umas dúvidas, comprei um rechaud no site apaneladeferro.. vai chegar ainda, mas muitas pessoas tem ´dúvida como deixar ele acesso por muito tempo, posso usar algodão e álcool....? Obrigada aguardo resposta e parabéns pelas dicas

Daniel Rodrigues disse...

Olá, Dyeile, como vai?

Olha, o rechaud geralmente tem uma espécie de fogareiro embaixo dele, com uma espuma e uma grade, que já faz esse papel, dispensando o algodão. Você só precisa pensar mesmo é no combustível.

Nesse caso, eu recomendo usar álcool líquido 92 mesmo. Nada de lacool gel fraquinho que isso só presta pra limpeza. O calor tem que ser forte, senão deixa sua carne uma porcaria..

Espero ter ajudado, e obrigado pelas palavras

Abs
Daniel

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Olá Daniel,

Muito bacana seu blog, parabéns!

Tenho uma dúvida, essas panelas/grill elétricos, da o mesmo resultado que uma picanha feita no rechó?

Abç
Rogerio

Daniel Rodrigues disse...

Faaala Rogério, tudo certinho aí?

Posso te garantir que não. Os grills são bastante eficientes, mas não chegam nem perto do rechaud. Primeiro porque teflon não deixa gosto na carne, enquanto o ferro do rechaud deixa. E deixa gosto bom.

Há uma diferença na temperatura também, mas não sei até que ponto isso faz diferença.

Mas o maior problema desses grills é que eles "apertam" a carne pra fazer a mesma perder a gordura e ficar "saudável". Saudável, mas com gosto de papelão prensado, mas enfim... Eu não curto, não...

abs
Daniel

Anônimo disse...

Fantastica a sua arte de cozinhar , mas a maneira de explicar é simplismente pra deixar qualquer mestre em retórica babando de inveja !!!! da receita e da ironia e bom humor das explicaçoes ..... seu blog virou nosso livro de cabeçeira .... ( nosso , meu e do meu marido , que amou o recho de macho ... kkkk ) parabéns .... I have a dream ( martin luther king iria amar seus discursos gastronomicos ....) parabéns moço !!!! ( amanda )

Daniel Rodrigues disse...

Oi Amanda, tudo bem?

Obrigado, que bom que você e o maridão tenham gostado do gato na grelha.... Espero que estejam cozinhando as guloseimas e porcarias que escrevo aqui.

Obrigado pelas palavras!

Abs
Daniel

Anônimo disse...

Só uma curiosidade, o apto em que vc esqueceu era em Sao Paulo? Pq se for, saiba que eu estou honrando muito bem o nome dele! Kkkk

Daniel Rodrigues disse...

Ow, parceiro..

Sim, o ape é em são paulo sim...

Se ficou pra você, aproveita bem que o bichinho funciona bonito kkk

Abs
Daniel

flavio fzo disse...

adorei suas receitas e tamb o bom humor, gosto de fazer carnes, principálmente cordeiro. tudo de bom. felicidades!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Daniel Rodrigues disse...

Fala Flávio, beleza?

Valeu, man!! Cordeiro é tudo de bom mesmo, tb adoro!

Abração
Daniel

Anônimo disse...

olá pessoal.

sou fabricante daquele papel manteiga que vai no réchaud... se alguém precisar... entre em contato. elianasp.papelparafinado@ig.com.br

Daniel Rodrigues disse...

Olha, que legal

Isso nem considero propaganda, considero utilidade pública.

Bato o martelo: quem precisar, entra em contato com a moça e sejam felizes :-)

Abs
Daniel

Wellyngton disse...

E ai Daniel?... Blz?

Cara... Estava pesquisando sobre rechôs na internet e achei seu blog. Muito legal.

Eu tenho apenas uma dúvida:

Eu moro em apartamento e estava querendo comprar um rechô...

Faz muita fumaça, ou é algo suportável para os vizinhos?

Abraço....

Daniel Rodrigues disse...

Fala Wellyngton, tudo bem?

Cara, faz sim. Fumaça em si ele não faz tanta, mas o cheiro da carne fica bem forte e, principalmente, espirra gordura pra todo lado.

Acho que os vizinhos não vão nem perceber. É só vc se preparar porque a bagunça vai rolar é na sua casa mesmo :-)

Abs
Daniel

Wellyngton disse...

Daniel.... Valeu pela dica... Já que os vizinhos não vão perceber é sem crise...Rechô comprado.... Só esperando chegar e tocar a bagunça... Abraço

Daniel Rodrigues disse...

Ah, moleque kkkkkkk

Já que comprou o rechaud, vai mais uma dica aqui: compra uma manteiga daquelas boas, tipo a Aviação (não sei de onde vc é, mas aqui em SP é sinonimo de qualidade), e poe junto da picanha.. Espalha um pouquinho em cima dos bifes quando preparar.

É de lamber o bigode kkk

Abs
Daniel

ivo vanderlei disse...

show de bola.
Tô pensando em abrir um restaurante para servir quase que exclusivamente no "RECHÔ", PICANHA, LOMBINHO ETC... mas fiquei em duvida com relação ao fato de espirrar muita gordura, já que é o próprio cliente quem vai preparar ou dar o ponto na sua carne. alguma dica que possa me ajudar?
desde já agradeço

Daniel Rodrigues disse...

Ivo, tudo bem?

Quando abrir o restaurante, passa por aqui pra dar o endereço pra rapazeada.

Olha, o rechaud é mesmo uma zica, pois espirra e faz lambança mesmo. Pelo que vejo nos barzinhos por aí, as pessoas não parecem ficar muito preocupadas com isso não..

Uma vez eu fui num boteco que tinha um tipo de coifa em cima do rechaud.. Aí não espirrava nada, mas eu me queimei na tal coifa. Ou seja: ajudou, mas atrapalhou..

Boa sorte com o restaurante, parceiro. Não deixa de passar o endereço pra gente.

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin