Follow me on Twitter RSS FEED

Especial Churrasqueiras: Churrasqueira de tijolo roubado

Nas categorias
Tiozão economicamente privilegiado mostrando como é que se faz.
Agora, me responda: de que adianta ter um porsche se você faz churrasco de linguiça e hambúrger?
Explica pra gente, tiozão!


No post anterior, falei sobre as férias na praia, e o quanto me considero um privilegiado pelas coisas e pessoas maravilhosas que a adolescência em Bertioga me proporcionou. Enquanto escrevia o post, uma memória me veio à tona, mas decidi não fugir muito do assunto, o camarão, e deixei a tal memória pra outro post. Este aqui, no caso.

Mas antes, preciso fazer uma rápida explanação sobre como funcionam as coisas naquele sagrado pedaço de solo. Bertioga não é lá uma grande cidade, cheia de indústrias, hotéis de luxo e motel com cavalinho rampante na porta. Basicamente, vive de turismo, pastel, bar e igreja envagélica. E com todo o respeito aos Bertioguenses, turistas, pasteleiros, bêbados e evangélicos, concordemos: Bertioga vive extremos. No final de semana, vemos enxurradas de SUVs e outros carrões nas ruas. Nos dias normais, apenas bicicletas e Gurgéis. Resumindo: o caiçara de lá é, via de regra, um cara pobre. Além de pobre, brasileiro. Além de pobre e brasileiro, é ladrão de tijolo. E isso inclui a minha pessoa, mas já chegamos nessa parte. 

Durante muito tempo, nós ficávamos hospedados na casa de uma tia, que não se incomodava de emprestar seu confortável imóvel para uma horda de bárbaros, que chamaremos hipoteticamente de "nós". Horda essa que gostava, entre outras coisas, de fazer churrasco. Mas a casa não tinha churrasqueira, e não dava pra comprar uma churraca portátil a cada vez que pisássemos por lá. Então surgiu a brilhante idéia de montar uma com tijolos. E aí vem a pergunta: mas que tijolos, honorável escriba? Respondo: roubados, meu honesto leitor.

É assim: em Bertioga, se você comprar uma dúzia de tijolos para montar uma churrasqueira, assim que você desocupar a casa, algum espertão entra lá e rouba. Funciona com roupas no varal, capacho, vassoura e até vaso de planta: o que estiver no quintal, é roubado. Então a única maneira de fazer os churrascos serem economicamente viáveis era utilizando-se da mesma estratégia local. Chegávamos, roubávamos os tijolos, fazíamos churrascos e assim que deixávamos a casa, éramos roubados. Como se fosse combinado.

E hoje este blog veste a touca de meia-calça e corre que a polícia vem aí pra te mostrar como se faz uma churraca de tijolo roubado. 

O primeiro ponto está na escolha dos tijolos. Pense em tijolos leves, grandes e fáceis de carregar, uma vez que é bom pensar que o ato ilícito pode acarretar em consequencias. No mínimo, é bom estar preparado pra correr. Um tijolo leve pode ser carregado junto na fuga. Tijolo grande significa que você vai precisar de poucos. Logo, o ato do roubo tem maiores chances de de transformar num sucesso. Depois você reza umas ave-marias e bate um papo com o papai do céu que tá tudo em casa. Voltemos, pois, aos tijolos.

Diga não ao tijolo de barro. Ele é leve e fácil de carregar, mas não é lá muito resistente. Não se esqueça de que vais meter fogo lá, e nós não queremos que a churraca desmonte na frente dos seus convidados, queimando o seu pé, espalhando as carnes pelo chão e te transformando em motivo de piada por toda a eternidade.

Falando em enternidade, fuja dos tijolos ou quaisquer outras peças do tipo Eternit, de amianto. O amianto vai esquentar e explodir na sua cara. Já tive uma experiência terrível com uma jardineira da minha mãe. Então estamos entendidos? Nada de barro, nada de amianto. E eu não pretendo me alongar sobre o caso da jardineira.


Esse quebra, não recomendo.
Esse aí de cima explode. Não invente moda e conserve seus dentes na boca.


Esse é o cara. Com vocês, o Bloco!


Simples, use tijolo de cimento. E você precisa de um número exato: 14. Só isso. 14 tijolos fazem uma churraca.

Inicialmente construa os pés da churraca. Você precisará de 6 tijolos de pé. 4, um em cada extremo e dois no meio. Agora deite 4 tijolos sobre esta estrutura. Eles devem ficar apoiados nas extremidades de cada base, e no meio. Ou seja: os tijolos do meio vão compartilhar o peso com os outros. Ok, terminada essa parte você já tem uma espécie de "mesinha", que é a base da sua churraca. Utilize, então, mais 4 tijolos para fazer o fundo e as laterais. Não precisa fechar na frente, pode deixá-la aberta mesmo. 

Tá pronta a tua churraca. A parte chata é que você tem que comprar uma grelha. Se o espírito de Hobin Hood se apossou da sua carne, pode roubá-la também. Mas este blog não recomenda, ok? Taque uma grelha em cima e manda brasa. 

Lembrando que este blog não se responsabiliza por hematomas, pontos e fraturas decorridas de tentativas mal-sucedidas de furto de tijolos. Se você encontra-se desprovido de aparato físico para atos ilícitos, recomendamos que compre os tijolos. 

Esta é uma obra de ficção. O fatos ocorridos aqui não têm, necessariamente relação com fatos reais. Ou não. 


9 comentários:

Anônimo disse...

vcs nao sabe nada sou gauho e tenho inteligencia

Adriano Martins disse...

parabéns, anonimo gaucho...
pena que não tenho a tua inteligência prá compreender a mensagem do teu comentário...
muito menos a utilidade do mesmo.

Daniel Rodrigues disse...

Tão inteligente que não precisa nem de nome.

babaca, isso que tu é.

Abs
Daniel

Trem doido! disse...

Eu sou mineiro e tomo providencia!
http://www.barril514.com.br/cachacas/cachaca-providencia-vidro-escuro-600.html

Daniel Rodrigues disse...

E também faz propaganda besta no blog alheio.

tomara que não venda nenhuma.

Abs
Daniel

Sandra Stringhetta disse...

Olá Daniel!!

Assim que comentei o assunto meu marido ( Palmeirense ) já falou: Foram os melhores churrascos da minha vida! Nada melhor que churrasqueira de tijolo roubado!!
Você é muito divertido, choro de rir lendo seus textos.
Daqui a pouco vamos saborear um cupinzinho....

Abraços Sulmatogrossenses!!

Daniel Rodrigues disse...

Oi Sandra, como vai?

Nada melhor do que churrasqueira de tijolo roubado, é isso aí!!!

Obrigado pela força!

Abs
Daniel

Mariana disse...

Que boa ideia usar o carro para fazer churrasqueiros. Tem que estar bem preparado para não arruinar o carro e a pintura.

Daniel Rodrigues disse...

Mariana, tudo bem?

Putz, não consigo concordar com você.. Acender uma churrasqueira no aerofólio de um porsche não é, definitiviamente, uma boa ideia.

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin