Follow me on Twitter RSS FEED

Uma maneira infernal de preparar o drumet

Nas categorias
Já falamos aqui sobre o drumet com maionese e sopa de cebola, que fica uma delícia. Mas faz uma sujeirada danada, é maionese pra todo lado e sopa de cebola até no branco do olho. Se você tá com a mão no drumet e não tá afim de fazer sujeira (sem duplo sentido,ok?), te mando uma receitinha bico de preparar e que fica do jeito que o diabo gosta.

O drumet, como você já sabe, é uma espécie de coxinha pequeninha, que fica junto da asa, cheia de carne e pele. E frango, quando tem pele (no peito não tem, por exemplo), merece ser tostado pra deixar a pele crocante. E qual o segredo pra tostar a pele sem queimar a coxa? Já diria o hebreu, o mesopotâmio, o romano e o paraguaio: azeite, minha gente.

O azeite vem da azeitona, que vem da oliveira, que vem lá da Era Terciária, bem antes da gente aparecer na face da Terra. É um tempero porreta, qualquer coisa fica boa com um bom azeite. E pra você, que toma cerveja aos litros e fica com aquela pança sexy, pode encher a cara à vontade: tem gente dizendo por aí que azeite é bom até pra perder barriga. Além disso, o azeite é um símbolo presente em diversas religiões, o que me faz quase arrepender de dizer que a receita ficaria boa pra diabo. Mas como o blog aqui é meu e nem o seu Bento, o XVI, vai me tirar o capeta do corpo, vai ficar assim mesmo. Uma receita dos infernos!!

A oliveira também tem seu simbolismo. É a planta símbolo da paz. Quando acabou o dilúvio, Noé, o da Arca, além de reclamar da prefeitura recebeu uma pomba branca que o presenteou com um ramo de oliveira. Olha, eu também gosto da oliveira. Da Luma de Oliveira.

E no sétimo dia, Deus criou a Luma de Oliveira.

Agora que já sabemos tudo de olivas, oliveiras e azeite (valeu goooogle!), vamos ao franguinho que vai ficar o cão! 

Mete uma bandeja de drumet num pote. Uma bandeja costuma ter uns 10 ou 12 pedacinhos. Joga azeite, mais ou menos umas 4 colheres. Não vai medir com a colherinha que pega mal, tenha noção e despeja o azeite direto da garrafa/lata. Só de maldade, jogue um pouco de orégano, mais ou menos uma chacoalhada de pacote. Pra garantir o seu lugar no inferno, picote umas 5 folhinhas de manjericão fresco (de fresco, só o manjericão, pode tirar essa fantasia de Freddy Mercury) e misture tudo.

Agora vem a parte boa, vamos queimar isso tudo no mármore do infeeeeeeerno!!!! Uahahahahahaaaaa!!!!

Esse drumet é bom pro começo do churrasco, quando o carvão ainda não pegou pra valer. Isso porque algumas gotas do azeite inevitavelmente caem na brasa, atiçando o fogo, puxando o rabo do capeta e fazendo o inferno lá dentro. Então pode te poupar um certo esforço na hora de acender, e se o bicho já estiver pegando, você não taca mais combustível. 

Deita os drumets na grelha mais baixa, mais perto do fogo... onde o diabo gosta, você sabe. Deixa lá até começar a queimar por baixo. Vira e deixa ficar com cara de queimando do outro lado. Sem queimar, obviamente.. seja malandro e tire do fogo antes, ok?

Pronto. Agora basta procurar a primeira encruzilhada, mandar um Blues e esperar o cramulhão. Ofereça um pedaço a ele e mande lembranças por mim.

Se eu não fui direto pro inferno com essa, ninguém mais vai.

UPDATE: Muito bem lembrado pelo leitor Carlos, e muito mal esquecido pelo escriba deste ficheiro; eu esqueci de por sal no frango. Sabe o que é, Carlão.. É a Luma de Oliveira que me desorienta, parceiro. Faz uma busca no goooogle por Luma de Oliveira pra você ver se não vai esquecer o sal, o açúcar, o rumo de casa e a cor do cavalo branco de Napoleão. Bom, diante dos fatos, faço um adendo aqui: ponha sal fino na hora de misturar o frango com os demais ingredientes. Com moderação, não salgue demais, e não seja bichinha. Sem essa de cuidado com a pressão. Churrasco não tem isso, salga até ficar bom. 


16 comentários:

Aline disse...

Isso aqui não se propõe a ser um blog pra macho? Então como é que vc está usando nomes como "drumet"? Na minha terra essa parte é a famosa coxinha da casa!

Daniel Rodrigues disse...

Aline
Na nossa terra, frango é o frango todo, a gente assa ele de qualquer jeito e come inteiro, com a mão. O carinho dos temperos e boas maneiras pra preparar só serve pra impressionar vocês, as garotas. Em churrasco de homem se come até o osso.
E eu costumo falar o nome drumet, porque é assim que está escrito na bandeja do supermercado. Ajuda as pessoas a identificar, uai.
Mas valeu o comentário. Fica tranquila que aqui a gente continua macho pacas!

Anônimo disse...

Fala Daniel!! Só prá desmistificar a nomenclatura das partes da penosa, o pessoal confunde até hoje (me too ...!!). Acho (não tenho certeza) que DRUMET = parte da asa do frango = TULIPA, só que esta, é desossada.
Uma dúvida, além d azeite, orégano e manjericão, mais nada? Um salzinho e tals.
Abç
Carlos

Daniel Rodrigues disse...

Pois é, Carlos. Não quis entrar nesse mérito, porque nós sabemos que Brasil afora cada corte ganha um nome. A costela ponta de agulha é chamada de "minga", e assim vai. Por isso quis ser fiel ao que estava na bandeja do supermercado, pra evitar confusão.
Vou procurar melhor esse lance do drumet, coxa da asa e tulipa só pra esclarecer aqui.
Valeu a dica!

Anônimo disse...

A Luma é a Luma, desorienta qq. ser vivente.
O cara fica mais "perdido que cebola em salada de frutas"!
abç
Carlos

Daniel Rodrigues disse...

HAhahahahahahahaha
Sensacional!! matou a pau! cego em tiroteio tem gps, perdida mesmo tá a cebola na salada de frutas
Abração
Daniel

ex-gordo disse...

Daniel,

Esta receita não tem erro. É demais mesmo. Na minha família, ainda temos a pachorra (é assim que se escreve) de espremer uma laranja na bandeja e deixar curtir por umas 3 brejas. Vai ficar com um gosto mais cítrico da laranja, mas mais leve que o limão. Mata a pau no início de cada churras...

Abs

Caio Racca
caioracca@gmail.com

Daniel Rodrigues disse...

Caio

demais a dica! só fiquei com uma dúvida... essa dica é pra melhorar o frango ou a Luma de Oliveira? hahaha

Valeu, vou experimentar

Abração
Daniel Rodrigues

maopequena disse...

Daniel, vim aqui pra buscar essa receita (que não sei por que cargas d'água sumiu do meu reader) e vi a casa nova. Ficou muito bom!
Parabéns novamente pelo blog.

Abs,
Lizandra, a mão pequena

Daniel Rodrigues disse...

Oi Lizandra, a garota da mão pequena..

Obrigado pela força.. Fazia tempo que vc nao dava uma passadinha por aqui, hein? essa roupa nova já tá ficando até velha :-)

Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Uma beleza essa do drumet, drumét e até grumét como eu já vi escrito, mas o brasileiro é cheio de imaginação pra escrever não é mesmo ?

Só falta uma coisinha de nada pra esse drumet ficar de macho mesmo, um belo punhado de pimenta chili fatiado pra arder até o rabo do capeta !

Abraço do Victor de Sorocaba !

Daniel Rodrigues disse...

Grande Victor, grande Soroca City!! Terra boa, essa!!

Costumo colocar no frango um pouco da pimenta biquinha, que é bem leve e só serve pra acentuar o sabor de qualquer coisa que já mugiu, piou ou miou em vida.

Essas pimentas aí eu tenho medo. Se elas fazem isso com o rabo do capeta, que é um cara marrento e mora no inferno, imagina o que não faz com a gente? eu, hein!! hehehe

abração
Daniel Rodrigues

Dênis Abreu disse...

Tem tempo que não faço esse corte, que pra mim chama-se "coxinha da asa". Não que "coxinha" seja algo másculo, mas "drumet" também me soa meio George Michael...

Excelente a dica! Quando for fazer novamente, será desse jeito aí!

Daniel Rodrigues disse...

Denis

Mas é isso mesmo, drumet e coxinha da asa é a mesma coisa. tudo george michael, ricky martin... hehehe

Abração
Daniel Rodrigues

Inacio disse...

Amei seu blog, morri de rir..... Vou preparar hoje e ver o que meu marido acha... Estamos fazendo 4 anos juntos !!! Comprei um vinho branco e vou caprichar nos acompanhamentos....

Abção
Inácio
PS: Adorei a proposta de blog pra machos! Sim eu falei marido. ;) E na boa... Drumet é muito fresco. Eu sou gay, vai por mim.

Daniel Rodrigues disse...

Falae Inacio, beleza?

Em primeiro lugar, parabéns pelos 4 anos!! Que a vida ainda lhes proporcione muitos e muitos anos de felicidade.

Você compreendeu 100% a piada do blog de macho. O lance é que não tem a ver com a orientação sexual, é uma questão da postura da piada. Tem muito gay que pode ser macho, e muito macho que pode ser bicha.

A gente só descobre isso quando nego pisa na lagartixa :-)
Opa, falei nego? Jisuis, é preconceito? Putz, agora ofendi o pessoal da igreja..

Se a gente ficar se prendendo aos preconceitos e esquecer do bom humor vai tudo pelo ralo abaixo :-)

Valeu pela visita e pelo bom humor. Mais uma vez, parabéns aí, compana!

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin