Follow me on Twitter RSS FEED

Churrasquinho com queijo

Nas categorias
Quando eu era moleque, eu simijava com os Mamonas cantando o Vira. Aliás, sempre achei o humor daqueles caras muito foda. Tem certas sutilezas em robocop gay, por exemplo, que são impagáveis. Prestenção nos backing vocals, na próxima vez que ouvir. Aliás, na próxima vez não, prestenção AGORA:




Então, mas onde a gente quer chegar com essa conversa mole? Ah, então, os caras mandavam muito bem no Vira, que me lembra do seu Manuel da padaria, que me lembra que ontem eu almocei lá (na padoca) e que a patroa pediu um churrasquinho com queijo, que me lembra que eu fiquei morrendo de vontade de comer aquilo, e que tudo isso me lembra que sim, eu me lembro do que eu almocei ontem! E que foi uma coxa-creme e tava terrível, ao contrário do churrasquinho com queijo da patroa, que parecia delicioso. Só não me lembro se eu assumi a minha porção neanderthal e tomei o quitute da mão dela ou se apenas fiquei olhando e babando, mas isso não tem a menor importância. Fato é que aquele churrasquinho com queijo ficou me atormentando o resto da tarde.

Se você não sabe o que é um churrasquinho com queijo, eu ajudo a ventilar essa sua mente. Pegue uma cerveja (o ativador cerebral do homem moderno. ou nem tão moderno assim) e escuta o que eu vou te falar: Churrasquinho com queijo é um lanche. Composto por um pão francês, que os gaúchos (ou cariocas, não lembro bem), virilmente chamam de "cacetinho", recheado com um bifão de contra-filé coberto com queijo derretido. Sacou? Simples assim.

Então, ao adentrar o conforto do lar, depois de um dia de trabalho cascudão, com esse sanduíche me perseguindo o subconsciente, eis que abro a geladeira e encontro uma Itaipava. Não, não era isso (acho que tá na hora de ir pra casa, a mente já tá engasopando), eis que eu abro a geladeira e encontro um belíssimo pedaço de contra-filé. Uma peça mesmo, que eu havia comprado no dia anterior. Tava resolvido o caso do sanduíche que me dominava: faria eu mesmo o meu churrasquinho com queijo. Little Barbecue with Cheese, como dizem os ianques, entre um hamburger e outro.

Tratei de convencer a minha doce esposa a comparecer à padaria, em busca de pães e queijo mussarela. Fui bem-sucedido nessa investida, apesar da má vontade com que ela executou a tarefa. Mas o que importa é que ela saiu tarde e no frio pra comprar pães e eu fiquei no quentinho preparando os bifes (querida, te amo, vc sabe que isso aqui é brincadeira, né?).

E como preparei os bifes pro churrasquinho com queijo? Na verdade, pra fazer churrasquinho você não precisa nem temperar, basta por sal. Mas, como eu cheguei do trabalho depois das 9 da noite e minha alma só se salvaria se eu comesse algo REALMENTE gostoso naquele momento, decidi fazer um agrado no contra-filé.

Cortei 4 fatias de contra-filé, com um pouco menos do que uma salsicha de espessura (wow, acabei de inventar uma medida excelente pra espessura! Todo mundo sabe o quanto tem uma salsicha, não tem como errar). Joguei um pouco de orégano nos bifinhos. Adicionei sal fino e uma pitada de nada de pimenta do reino. Só pra dar o agrado, mandei uma pimenta biquinha picotada lá dentro. Um gole de azeite e tá feita a arte. O cheiro da carne, somado à quantidade de horas decorrentes desde a minha última refeição já seriam o suficiente pra abocanhar aqueles bifes crus mesmo, mas preferi o auto-controle e deitá-los na frigideira.

Ok, isso é um blog de churrasco e esse negócio de frigideira é coisa de fritador de batata, e isso a gente não é, pensa o nobre leitor nesse momento. Mas explico: se você mora em São Paulo e, como eu, está sofrendo com a massa de ar polar que os argentinos mandaram pra gente, creio que consegue entender que usar o quintal (e a churrasqueira, por consequencia) nesses dias pode causar o congelamento de certas partes do corpo que eu prefiro manter quentinhas. Portanto, mandei-os pra frigideira. Mas, se você quer arriscar, recomendo acender a churraca e usar uma chapa de ferro pra fritar o bife.

Na hora de fritar os bifes, é bom lembrar de não colocar óleo, manteiga, azeite, nada na frigideira. Afinal, você já deu uma golada de azeite nos bifes, lembra-se? Além disso, o contra-filé tem bastante gordura, que derrete e lubrifica a frigideira.

Daqui pra frente não tem segredo. Deixa o bifinho ali deitando fazendo barulhinho por um tempinho, vira ele, joga o queijo em cima, e quando derreter, corta o pão, põe tudo no meio, fecha e come.

E, finalmente, o churrasquinho com queijo da patroa parou de me atormentar, e fomos felizes para sempre.

Tempo de preparo: Muito rápido, só 2 brejas. Tome umas 5 antes e sirva bêbado.
Rendimento: Cada bife vale um pão, uai.
Custo: Uns R$5,00 de carne e mais uns R$4,00 de queijo e pão renderam 4 sandubas. Beeem barato.


22 comentários:

Anônimo disse...

Daniel, mu amigo...
esse é O lanche....
miór, só se for acebolado...
enquanto frita os bifes, manda umas rodelas de cebola junto...
fica infernal...
grande abraço

Adriano Martins

Anônimo disse...

Rapaz, esse trem deve ter ficado du @#%&!!!!
Abç
Carlos

Anônimo disse...

Puta inveja du caráleo........
risos....
tive que morrer num hj....
mas mandei um de picanha..
risos...
e sem cebola..
santo de casa não faz milagre..
mas mandei junto um molho de pimenta que eu faço que é animal...
se vc quiser depois te passo a receita..
no estilo ogro de ser..
hehehe

adriano martins

Daniel Rodrigues disse...

Adriano, companheiro... Vamos por partes

Eu não curto muito por cebola porque ela compete com o queijo.. Mas não deixa de ser uma boa dica. Nem que seja pra fritar a cebola junto com o bife, e comer a cebola sozinha depois...

Putz, com a picanha deve ficar ANIMAL esse sanduba... vou experimentar quando sobrar um bifinho de churrascos...

Ow, compana... Manda a receita do molho aqui, eu publico e coloco o teu crédito, se você achar bacana.

Valeu a participação! Vi as fotos daquela picanha no teu orkut, passei mal no trabalho :-)

Abração
Daniel Rodrigues

Daniel Rodrigues disse...

Carlos

Putz, tenho que ser sincero... ficou muuuuuuito bom. E ainda digo mais: nos 4 bifinhos que fiz, apenas 3 viraram sanduba. O ultimo eu picotei e comemos como aperitivo.

Experimenta, fica bom e não tem muito no que errar!

Valeu a participação
Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

está em medidas, mas eu vou mesmo no zóio....
fica muito bom...
com o tempo, vc vai adaptando o paladar...

20 pimentas dedo de moça médias +-
1 lata de extrato de tomate
1 noz moscada ralada
4 folhas de louro picadas
1 colher sopa açucar +-
1 colher de sopa de sal +-
1 xicará de chá de óleo com azeite +-(já fiz só com azeite e não mudou nada no sabor, então agora uso misturado, pq adoro azeite)
4 cebolas médias picadas
1 litro de vinagre +-
bater tudo no liquidificador, adicionando o vinagre aos poucos.
guardar na geladeira
rende 2 litros

Abraço

Adriano

Daniel Rodrigues disse...

Adriano

Valeu parceiro!!! Vou preparar em casa... Posso fazer um post, com os devidos créditos?

Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Claro que sim...
fique à vontade...
grande abraço

adriano

Daniel Rodrigues disse...

Adriano

Vou te confessar uma coisa: eu ando quebrando meus próprios paradigmas.

Há cerca de um ano, eu sequer comia pimenta. Até que descobri a pimenta biquinha, e depois pimenta do reino, depois a pimenta síria e assim fui amolecendo essa cabeça dura aqui. Agora vou quebrar de vez e fazer o molho que vc sugeriu. Juro que me deu água na boca quando li.

Me diga uma coisa: vc faz 2 litros do molho de pimenta, certo? Imagino que vc não consuma esses 2 litros de uma só vez, certo? E como faz? Dá pra guardar depois, por quanto tempo?

Valeu e bom final de semana!!
Abs
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

guardando na geladeira, dura muito tempo..
mas nunca fica muito, pq sempre tem amigo pedindo, então eu sempre mando um pouco prá alguem.
no meu orkut, na foto que tem a "companheira", tem um vidro do molho...deve fazer uns seis meses que eu fiz...
é o restoio do restoio...
preciso achar umas pimentas boas prá bater uma receita nova..
vc não vai se arrepender..
com arroz, feijão e bife fica um "petácolo".
hehehehe
grande abraço e bom fim de semana..

adriano

ps: qqur duvida, me chama no msn.. adriano.martins@unipar.br

Daniel Rodrigues disse...

Adriano

era o que eu precisava ouvir. Hj jantei com o meu sogro, e ele já é dono da metade do que eu VOU fazer. hehehe

Valeu man
Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Fala Daniel, gosto muito de pimenta, qq. tipo.
Uso com bastante frequencia pimenta síria para temperar frango. Pode ser asinha, inteiro, desossado, drumets, coxa, sobre-coxa, enfim...!!
Passo tempero completo, azeite, pimenta síria, deixo por 30 minutos e vai para o espeto, no final do assamento, um pouco de queijo ralado. Quanto ao final, o pessoal esquece o resto das carnes (me too!). Vou fazer a receita do Adriano.
Abç
Carlos

Anônimo disse...

Em tempo: Sem marinar com absolutamente nada. O descanso de 30 minutos já é o suficiente para "pegar" o tempero.
Adicionar queijo ralado no final, é só um adicional, não se faz necessário. Fica porradão!!
Abç
Carlos

Daniel Rodrigues disse...

Nossa, valeu Carlos!! Essa receita parece ótima!! essa do queijo ralado deu até agua na boca. Assim que melhorar o tempo e eu puder voltar a usar a minha churrasqueira, vou preparar esse franguinho. Com o drumet deve ficar delicioso.

E vc falou da pimenta síria, né? Como eu disse, tenho quebrado meus paradigmas. Há um ano atrás, eu não comia absolutamente nenhuma pimenta. Aí comecei com a bahianinha, pimenta do reino e ultimamente comprei a pimenta síria. Adorei, e te conto o que eu fiz. Escuta essa:

Tem um boteco aqui em sp, chamado Mercearia. Lá tem um bolinho de carne que é temperado com canela e hortelã. Uma verdadeira delícia. Num desses dias de chuvas, resolvi fazer com a esposa aqui em casa. Temperamos com canela e hortelã, claro, e pimenta síria. Ficou bom demais!!

Um dos próximos posts vai ser sobre esse bolinho de carne, eu recomendo e muito!

Valeu pela sua dica, já fiquei com vontade de experimentar já! Quando escrever sobre ela, coloco seus créditos. Se quiser que eu publique site, e-mail, ou pelo menos o nome completo, me avisa que tamosaê.

Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Dá-lhe Daniel!!
Não esquenta a cabeça com detalhes, tudo pelo prazer, não custa dividir com a parceria.

Abç
Carlos Sá

Daniel Rodrigues disse...

Hahaha

É isso aí, Carlão! Mas mesmo assim, coloco teu nome. É justo, não?

Abração
Daniel Rodrigues

Anônimo disse...

Parabéns pela "repaginada" do blog!!!
Excelente.

Abç

Carlos Sá

pachecogebaile disse...

Daniel, ficou mto bom o novo visual, parabéns.

E conforme havia falado, o how-to do churrasquinho com queijo plus advanced ;)

1) Pegar um pão francês, abri-lo ao meio, e passar um pouco de requeijão em ambas as fatias.

2) Fritar o bife de Contra-Filé ou Patinho, ao ponto. Quando estiver quase pronto, colocar 3 fatias de queijo prato sobre o bife e jogar um pouquinho de água (uso 2/3 duma tampinha de garrafa d'agua como medida) na frigideira para facilitar o derretimento do queijo.

3) Na fatia da parte de cima do pão, acomodar algumas folhas de alface (cerca de 3 ou 4) e algumas rodelas finas de cebola e duas de tomate. Temperar com orégano, pimenta do reino, um tiquinho de azeite.

4) Após o queijo estar derretido, acomodar o bife no pão, fechar o sanduíche e correr para o abraço.

O requeijão desempenha um papel fundamental nesse sanduíche e convido vcs a saborear a receita. É assaz =D

abraços,
André

Daniel Rodrigues disse...

Valeu cara!!

Nossa, acabei de jantar, mas confesso que deu água na boca essa tua receita.. Essa é a essência real do x-salada!!

Agora vou ter a "obrigação" de fazer esse lanche. Animal!!

Valeu compana

Abs
Daniel Rodrigues

Daniel Rodrigues disse...

Carlão

Valeu cara. Ainda estou pra escrever um post sobre isso, mas saiba que isso aqui foi o espírito do blog: não tinha como dar certo, fiz de qualquer jeito e no fim ficou bom. hahahaha

Abração
Daniel Rodrigues

ruann disse...

Melhor se fosse assado na brasa msn. E cortado em lasquinhas igual em churrascarias

Daniel Rodrigues disse...

Fala Ruann, tudo beleza?

Sim, ficaria muito bom assim mesmo.. O problema da brasa é que fica dificil de lidar com o queijo derretido na churrasqueira, né?

Abs
Daniel

Postar um comentário

Torrou a picanha? Fez a receita e não deu certo? Dúvidas, sugestões, vai encarar? Escreve aí o que quer, mas não coloca propaganda que isso aqui não é a casa da sogra.

Blog Widget by LinkWithin